Polícia prende homem que mantinha quatro reféns em Londres

Autoridades descartam ataque terrorista, mas unidades antibomba foram acionadas no centro da cidade

ITS TV/Reprodução/ND

Policial armado se aproxima do local, que fica perto do Museu Britânico

Um porta-voz da polícia de Londres, na Inglaterra, anunciou a prisão de um homem que manteve quatro pessoas reféns na região da Tottenham Court Road, nesta sexta-feira (27). Centenas de pessoas foram retiradas das proximidades da rua devido à possibilidade de haver explosivos.

A polícia agora inspecionava o interior do edifício, de acordo com as agência de notícias. Segundo a rede Sky, quatro pessoas foram tomadas como reféns por um homem em uma repartição pública. O homem estava “furioso” por não ter conseguido uma licença para dirigir veículos pesados.

Ele foi identificado como Michael Green, de 50 anos, segundo a TV britânica. Ele estava no quinto andar do prédio e chamou a atenção para si jogando computadores, móveis e material de escritório pela janela. Não há relatos de feridos.

Testemunhas afirmam que ele teria botijões de gás, que ameaçou explodir. Outras testemunhas afirmaram ter ouvido disparos na região.

Uma pessoa que estava no interior do prédio na hora do incidente disse que o homem entrou e começou a ameaçar os funcionários. Atiradores de elite e cães farejadores da polícia também foram chamados.

A polícia fez um cordão de isolamento de 100 metros em torno do prédio, que fica perto do Museu Britânico e da Universidade de Londres.

A polícia, sempre segundo a TV, disse que não era um incidente terrorista, mas se trataria de “um homem causando um distúrbio e dano criminal em um prédio de escritórios”.

Acesse e receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Notícias