Por medo de agressão peritos do INSS de Palhoça atendem segurados em Florianópolis

Donizete Souza

Agência do INSS de Palhoça ficou com equipamentos destruídos pela fúria da cozinheira Rosicleide Gomes

Para assegurar a integridade física dos peritos da agência da Previdência Social de Palhoça os atendimentos desta quinta-feira foram transferidos para a unidade do bairro Capoeiras, em Florianópolis. Esta foi a primeira medida tomada pela direção após o incidente na manhã de quarta-feira envolvendo a segurada Rosicleide Gomes, 31 anos.

Após ter seu benefício negado, a cozinheira se descontrolou e foi detida pela polícia por ter danificado dez computadores. A segurança no prédio foi reforçada com a presença de mais um vigilante e o uso de um detector de metais para controlar a entrada dos segurados.

O gerente executivo da Previdência Social, José Crispim Correa, informou que a transferência do local de atendimento dos peritos foi uma decisão tomada devido à preocupação dos médicos com sua integridade física. “Estamos atendendo uma solicitação dos peritos, que ficaram impressionados com a violência em Palhoça”, diz.  

 

Região

Nenhum conteúdo encontrado