Postes que valem um post

Reportagem de hoje do ND sobre vereador preso na Operação Ave de Rapina mostra que até os postes teriam virado moeda de troca em Florianópolis

Já tivemos pessoas presas a postes aqui em Santa Catarina. 

Nossa “prima praieira” Itajaí teve cartazes de Hitler colados em poste.

E como resposta, cartazes de Hitler apanhando foram colados no mesmo poste.

E um cartaz do herói mexicano Chapolin Colorado foi colado no poste para terminar a polêmica.

Manchete carro bate em poste e região fica sem energia já emplacou na capa mais de uma vez.

Poste no meio da rua atrapalha o trânsito no Campeche? Clássico da Ilha dos Casos e Ocasos Raros.

Poste no meio da rua atrapalha o trânsito na Esteves Júnior? Deu jeitinho: virou estacionamento de motos.

E já teve dia das dunas soterrarem postes nos Ingleses.

Apaixonado pichou “Eu te amo” em poste na Beira-Mar. Quem será? 

E o que deu no jogo do bicho, ainda dá no poste?

Amigos prestam homenagem a ciclista pendurando bicicleta em postes em mais de um ponte de Florianópolis, infelizmente.

Postes enfeitados com mosaicos coloridos deixam a Lagoa mais bonita.

A sorte, o futuro, o amor da vida bem amarrado de volta também está nos postes, dizem.

“Aluga-se para a temporada”, diz o cartaz colado no poste com filipetas penduradas para destacar com contatos para destacar numa rua muvucada em uma praia do Norte do Ilha.

“Aluga-se para estudantes”, diz o cartaz colado no poste com filipetas penduradas para destacar com contatos no movimento frenético da região da Trindade.

Vereador tentou revogar lei que proíbe propaganda em postes dois dias antes de ser preso na Operação Ave de Rapina“, diz a manchete do Notícias do Dia, para ver só a importância dos postes no desenvolvimento de uma cidade…

#SQN

Montagem sobre fotos Arquivo ND

Veja as principais reportagens sobre a Operação Ave de Rapina