Prazo para ampliar saldo do FGTS termina nesta quarta-feira. É o seu caso?

Atualizado

Muita gente poderia ter saldo maior no FGTS do quem neste momento, mas pouca gente sabe disso. Por exemplo, quem trabalhou com carteira assinada entre 1999 e 2013, poderia estar com o saldo correspondente ao período um pouco maior. Melhor ainda: é possível recuperar a diferença – se for caso. No entanto, se for o caso, o tempo é o seu maior inimigo.

Ainda dá tempo de pedir a revisão do saldo do FGTS na Justiça – Foto: TJSC/Divulgação/ND

Tudo porque o indexador, o índice utilizado para o rendimento do saldo do FGTS, não acompanhou a inflação. Isso gerou uma série de ações na Justiça a fim de corrigir esse erro, trocando a TR (Taxa Referencial, indexador atual do FGTS) por outro índice que compense a inflação. Mas isso vale apenas para quem trabalhou com carteira assinada entre 1999 e 2013.

Entretanto, o prazo para ajuizar esse pedido de revisão termina nesta quarta-feira (13). Porém, se vale como consolo, essa medida vale mesmo para aqueles que já sacaram algum dinheiro no FGTS. Vale inclusive para quem já está aposentado.

Outros Índices

As ações judiciais são baseadas nessa perda para a inflação e sugerem o cálculo em cima de outros índices, que não sejam a TR. São índices como o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor). Em alguns casos, a diferença de rendimento, considerando o período entre 1999 e 2013, pode chegar a mais de 50%.

Assim, onde havia um saldo de R$ 500 na conta do FGTS, por exemplo, poderia haver R$ 1 mil, ou até mais. Vale a pena ajuizar? Se for o caso, corra!

Leia também:

Economia