Najila tem até meia-noite desta segunda-feira (10) para entregar celular com provas

Atualizado

Resumo da notícia:

  • Modelo Najila Trindade acusa Neymar de agressão e estupro, mas jogador nega
  • O caso está sendo apurado pela Polícia Civil, em São Paulo
  • Najila disse ter um tablet com provas gravadas
  • O aparelho sumiu depois que apartamento foi arrombado
  • Najila se comprometeu a entregar nesta segunda um celular com provas
  • Advogado diz que deixa o caso se ela não entregar celular até 0h

Najila Trindade passou mal durante depoimento – Reprodução/R7

Najila Trindade tem até a meia-noite desta segunda-feira (10) para entregar seu celular à Polícia. Este foi o prazo que Danilo Garcia de Andrade deu para sua cliente, que acusa Neymar Jr. de agressão e estupro. O advogado esteve à tarde na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em São Paulo.

Ele apenas informou que não havia recebido ainda o celular de Najila. No aparelho, segundo a modelo, haveria material para comprovar a acusação.

Sem o celular

Danilo Garcia falou com jornalistas ao deixar a delegacia. Reafirmou que deixará o caso, caso Najila não entregue o aparelho até meia-noite. “Não estive com minha cliente e não estou com o celular. Ela tem até meia-noite e, caso não entregue, deixo o caso. Não dá para defender alguém que não entrega as provas”, disse.

Danilo já havia ameaçado deixar o caso. Disse isso no fim de semana, mas depois afirmou que iria aguardar o máximo possível. Najila garantiu que tinha um tablet com vídeo que comprovaria as acusações, porém o aparelho foi furtado de seu apartamento.

Leia também:

Exame em modelo aponta apenas lesão em dedo

Homônima de modelo que acusa Neymar mora em São José e relata ameaças

Neymar perdeu R$ 277 milhões de valor no mercado, após acusação

A Polícia Civil fez uma vistoria no local e confirmou indícios de arrombamento. No entanto, as únicas impressões digitais encontradas foram da própria Najila e de uma amigo próximo dela.

Mais conteúdo sobre

Polícia