Prefeitura de Florianópolis divulga novas regras para o isolamento social

Atualizado

A Prefeitura de Florianópolis publica nesta segunda-feira (6), uma nova portaria com regras sobre o isolamento social e reabertura gradual de alguns serviços no município. 

Em vídeo ao vivo no Facebook, o prefeito Gean Loureiro (DEM) falou sobre essas recomendações, que fazem parte das estratégias do município no combate ao novo coronavírus.

Prefeitura de Florianópolis divulga novas regras de isolamento social – Foto: Facebook/Divulgação

Entre as novas regras divulgadas está a recomendação expressa do uso de máscaras de proteção caseiras em todo o território municipal. “Se tiver que sair de casa e  tiver contato com outras pessoas, saia com a máscara”, disse o prefeito. No site Somar Floripa, há informações sobre como fazer as máscaras em casa.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Carlos Alberto Justo da Silva, a máscara é mais uma forma de distanciamento social que ajuda a prevenir a transmissão do vírus, protegendo a outra pessoa no caso de espirros, tosse ou mesmo gotículas de saliva durante a conversa.

Outras recomendações e proibições

A nova Portaria também prevê que o profissional autônomo ou liberal que apresentar sintoma respiratório, ou que seja contato de caso suspeito ou confirmado de Covid-19, fica proibido de realizar atendimentos profissionais. Se o profissional tiver sintomas, deve seguir as medidas de isolamento domiciliar e procurar atendimento em serviço de saúde, por telefone, através do Alô Saúde Floripa (0800 333 3233).

Também fica proibido o atendimento domiciliar, por qualquer categoria profissional, para clientes ou pacientes que pertençam ao grupo de risco (idosos, hipertensos, diabéticos e gestantes) ou que morem com pessoas que estejam dentro desses critérios de risco.

Da mesma forma, estão proibidos os atendimentos de procedimentos que gerem aerossol, como procedimentos cirúrgicos, incluindo os odontológicos, excetuando-se aqueles por emergência e os realizados para coleta de exames.

Leia também

Todos os procedimentos de higienização previstos na Portaria 223, de 05 de abril de 2020 devem ser feitos constantemente em todas as superfícies expostas, incluindo equipamentos, e repetidos entre o atendimento de cada cliente.

Os profissionais também são obrigados a manter uma lista nominal com data e horário de atendimento de cada cliente, para todos os serviços autorizados pela Portaria 223. Essa lista poderá ser solicitada pela Vigilância Sanitária do município para rastrear contatos de possíveis infectados pelo vírus.

Por fim, pessoas com determinação de isolamento ou restrição domiciliar pela autoridade sanitária devem seguir as orientações fornecidas e não poderão receber atendimento domiciliar, ao ar livre ou em ambiente comercial, com exceção de situações de emergência.

Educação

O prefeito destacou ainda que não há data para o retorno às aulas. A Prefeitura encaminhou ofício ao Conselho municipal de Educação para que aprovem resolução permitindo o ensino à distância nas escolas fundamentais. 

Como muitos alunos não têm computador com acesso à internet em casa, o município avalia a possibilidade de conceder acesso para as crianças nas salas com computador e internet disponibilizadas nas escolas. O atendimento seria feito de forma individual.

Isolamento e liberação gradual

“Já registramos duas mortes e 122 casos confirmados, mas sabemos que o número é muito maior. Tem quase 500 testes aguardando resultados e as UTIs começam a estar ocupadas”,afirmou o prefeito. 

Gean Loureiro disse que sabe que as pessoas querem voltar a trabalhar, mas que a liberação será gradativa. “Quem estiver aberto, tem que seguir as instruções em seu estabelecimento. Porque se não seguir, teremos de fechar de novo”.

O secretário de Saúde recomendou que as pessoas continuem em casa. “Não é porque o estabelecimento está aberto que tem que ir ao Centro. Só saia de casa se for estritamente necessário,e de máscara. O isolamento social é a medida que apresenta melhores resultados”, disse o secretário.

Saúde