Prefeitura decreta situação de emergência em Itapoá, no Norte do Estado

Atualizado

Em reunião realizada na manhã desta segunda-feira (5), na Prefeitura de Itapoá, no Norte do Estado, com o Grupo de Ações Coordenadas (Grac) da Defesa Civil, o prefeito Marlon Neuber decidiu decretar situação de emergência no município por causa da forte ressaca marinha que atingiu o município nos últimos dias. Uma coletiva de imprensa nessa terça-feira (6), dará detalhes sobre o momento vivido na cidade.

Ressaca em Itapoá destruiu parte da cidade – Prefeitura de Itapoá/Divulgação/ND

O Grac avaliou os danos causados pelo avanço do mar e recomendou a tomada da decisão. Participaram do encontro o coordenador regional da Defesa Civil, Antônio Edival Pereira, e o coordenador municipal da Defesa Civil, José Carlos Partika. Eles visitaram as áreas atingidas pela ressaca a constataram o agravamento da situação. O Grac já iniciou o trabalho de mobilização de equipes e vem dando suporte aos moradores para resguardar suas propriedades.

Nesta terça-feira (6), às 10h, o prefeito Marlon Neuber concederá entrevista coletiva para detalhar as ações que visam ao restabelecimento das condições normais da orla de Itapoá.

Essa não é a primeira vez que o fenômeno climático causa transtornos no município. Em setembro do ano passado, após uma sequência de ressacas marinhas, vários quilômetros da orla de Itapoá ficaram destruídos e a Prefeitura também decretou situação de emergência.

Com o apoio dos governos estadual e federal, uma verba de cerca de R$ 2,1 milhões foi liberada pela Defesa Civil para obras de estruturação da orla de Itapoá. Graças a esse trabalho de contenção, feito com pedras e eucaliptos, muitos trechos de praias foram preservados.

Mais conteúdo sobre

Tempo