Prefeitura entrega Canasvieiras em grande estilo e encerra novela de 30 anos

Atualizado

Com direito à bênção ecumênica e pedidos para manter a praia limpa, a obra de engordamento da faixa de areia da Praia de Canasvieiras foi entregue pela prefeitura de Florianópolis na manhã desta sexta-feira (17), no norte da Ilha. A obra que colocou fim a uma demanda que se arrastava por 30 anos pode ter sido a primeira de uma série de intervenções nas praias da Ilha.

A “nova” Canasvieiras mereceu um grande evento nessa nova fase – Foto: Anderson Coelho / ND

Realizada com um investimento de R$ 10,5 milhões, a obra inédita no Estado foi finalizada na última quarta-feira após quase cinco meses de trabalho. A faixa de areia que tinha de 5 a 10 metros de largura passou a ter até 50 metros ao longo de 2,4 quilômetros da orla do balneário mais visitado do Norte da Ilha.  Um volume de mais de 350 mil metros cúbicos foi depositado e compactado para formar a nova faixa de areia.

Mais:

De acordo com o prefeito Gean Loureiro, mais do que garantir mais espaço na beira da praia para moradores e turistas, a obra mexeu com a autoestima da população do Norte da Ilha. “Isso mexe com o valor dos imóveis e com o comércio. Mas mexe principalmente com o orgulho de quem mora em Canasvieiras e Florianópolis”, declarou.

Ineditismo

O secretário municipal de Infraestrutura, Valter Gallina, destacou o ineditismo da obra e o trabalho bem executado pela empresa DTA Engenharia, vencedora da licitação entre as nove empresas habilitadas.

“Esse foi um dos maiores desafios que enfrentei diante da cobrança do prefeito. Arrisco dizer que a DTA Engenharia era a melhor das empresas concorrentes, com a expertise na área de aterro hidráulico do Brasil”, afirmou.

O próximo passo agora, conforme explica Gallina, será montar estratégias para elaboração de novos projetos de engordamento da faixa de areia e a captação de recursos.

Obra recebeu a benção do pároco de Nossa Senhora de Guadalupe, Francisco Rohling. Foto: Anderson Coelho/ND

Outras praias

De acordo com o prefeito Gean Loureiro, outras praias deverão ser beneficiadas com obras semelhantes. São os casos de Ingleses (canto direito até a parte central), Jurerê (toda a extensão), Beira Mar Norte e Armação. Na praia do Sul da Ilha, o projeto é mais complexo, mas a prefeitura deverá realizar ações de desassoreamento da foz do Rio Sangradouro, que deverão ajudar a devolver areia para a praia.

O presidente do Codeni (Conselho de Desenvolvimento do Norte da Ilha), Luis César Costa, relatou que a demanda da praia de Canasvieiras foi levantada ainda em 1990 e recebeu apoio do núcleo regional da Acif (Associação Comercial Industrial de Florianópolis) a partir de 1997 e pelo próprio Codeni a partir de 2012. “Canasvieiras, originalmente, era o grande atrativo de Florianópolis e agora volta a ser novamente”, lembrou.

Simoney Nascimento, Gean Loureiro, Rodrigo Rossoni e Luis Cesar Costa na placa descerrada. Foto: Anderson Coelho/ND

Preservação

Costa também fez um apelo para moradores e turistas. “Deixem a praia limpa. Levem o lixo de volta para casa. Vamos cuidar da praia, vamos preservá-la”, completou.

Filho do empresário José Carlos Daux, já falecido e responsável pela construção de diversos hotéis em Canasvieiras, Miguel Daux Neto parabenizou a prefeitura de Florianópolis pela obra e colocou à disposição do Poder Público o apoio da iniciativa privada para ações concretas que possam incentivar o turismo. “Florianópolis está de volta como grande destino do turismo e o desafio agora é permitir que a iniciativa privada possa executar também essas obras para atender bem o usuário daqui”, declarou.

A bênção ecumênica foi feita pelo pároco da Igreja Nossa Senhora de Guadalupe, Francisco Rohling, e pelo deputado estadual e bispo evangélico Sérgio Motta. Rohling também fez uma apelo em prol do meio ambiente. “Não joguem nada na areia e no mar que possa poluir. A mãe natureza agradece”.

Após a bênção ecumênica, Loureiro e autoridades como o ex-governador Eduardo Pinho Moreira descerraram a placa de inauguração da obra em um totem localizado no final da Avenida das Nações, a principal via de Canasvieiras.

Infraestrutura