Prefeitura fará levantamento do serviço de transporte marítimo da Costa da Lagoa

O vice-prefeito da Capital e secretário municipal de transportes, João Batista Nunes, garante que fará um levantamento, na semana que vem, para definir como ficará o transporte marítimo entre a Lagoa da Conceição e a Costa da Lagoa. O jornal Notícias do Dia publicou matéria em sua edição de quarta-feira (27) em que a Cooperbarco, cooperativa que faz a rota, ameaça paralisar parcialmente o serviço a partir de segunda-feira.

Técnicos ficarão durante três dias no local avaliando as linhas para que a prefeitura decida se fará os reajustes ou a eliminação de alguns horários. “Precisamos de respaldo legal para verificarmos se haverá o pagamento do subsídio. Não existe uma lei específica para transporte marítimos como existe no transporte coletivo”, explica Nunes. Segundo ele, deverá ser feito também um cálculo com os custos do serviço para ser comprovado déficit apresentado pela Cooperbarco.

“A receita tem que ser vista anualmente, já que na temporada os barqueiros faturam bastante. Temos que saber para onde estão indo esses recursos. Se precisarmos pagar o subsídio, vamos encaminhar projeto para a Câmara de Vereadores”, destaca.

Cidade