Prêmio Nobel de Química vai para inventores da bateria de celular

A Academia do Prêmio Nobel anunciou que o prêmio de Química neste ano vai para três cientistas que desenvolveram a bateria de íon de lítio. John B Goodenough, M. Stanley Wittingham e Akira Yoshino são os ganhadores do Prêmio Nobel de Químa 2019. A bateria desenvolvida por eles está no nosso dia a dia, usada em celulares, por exemplo.

Academia anunciou vendedores do Prêmio Nobel de Química nesta quarta-feira – Foto: Reprodução

O anúncio do premio foi feito na manhã desta quarta-feira (9), em Estocolmo, na Suécia, pela Real Academia de Ciências. Os três vencedores vão dividir o prêmio de R$ 3,7 milhões. A bateria de íon de lítio é um tipo de bateria recarregável, não apenas utilizada em celulares, mas em diversos tipos de equipamentos portáteis.

A grande vantagem é que elas armazenam o dobro da energia de uma bateria tradicional, como as chamadas “pilhas”.

Física

Nesta terça-feira (8), os cientistas James Peebles, Michel Mayor e Didier Queloz foram anunciados como vencedores do Prêmio Nobel de Física. Peebles, de 84 anos, é canadense. Mayor, de 77 anos, e Queloz, de 53 anos, são suíços.

O Prêmio Nobel da Física 2019 foi atribuído aos três cientistas por novas teorias em cosmologia. Além disso, a escolha levou em conta a descoberta do planeta 51 Pegasi, que orbita uma estrela fora do nosso sistema solar.

Leia também

Mundo