Presidente de dona da AliExpress renuncia ao cargo

Homem mais rico da China anunciou saída para se dedicar a projetos filantrópicos em educação

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O presidente da gigante de comércio eletrônico chinesa Alibaba, Jack Ma, anunciou que deixará o comando da companhia na segunda-feira (10) para se dedicar a projetos filantrópicos em educação. Ele informou sua decisão em uma entrevista publicada pelo jornal The New York Times nesta sexta (7).

O Alibaba é dono da AliExpress, o popular site de comércio eletrônico chinês. O império, fundado em 1999, inclui também outros serviços, como banco digital e pagamentos online, computação na nuvem, empresas de mídia digital e entretenimento. A companhia também é acionista de grandes empresas de mídia da China, como o concorrente local semelhante ao Twitter, o Weibo, e o jornal The South China Morning Post.

Antes professor de inglês, Ma fundou o Alibaba em 1999 e tornou-se o homem mais rico da China, com fortuna avaliada em mais de US$ 40 bilhões (R$ 164 bilhões). Atualmente o Alibaba vale mais de US$ 420 bilhões (R$ 1,7 trilhão).

Em entrevista, o executivo disse que sua renúncia não é o fim de uma era mas “o começo de uma era”. Ele disse planejar usar mais de seu tempo e fortuna para educação. “Eu amo educação”, ele disse.

O sucessor de Ma na presidência da Alibaba não foi anunciado, mas o atual diretor executivo da empresa, Daniel Zhang, é cotado para o posto. Ele já sucedeu o fundador do grupo no atual cargo, anúncio feito em maio de 2015.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Notícias

Loading...

Presidente de dona da AliExpress renuncia ao cargo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O presidente da gigante de comércio eletrônico chinesa Alibaba, Jack Ma, anunciou que deixará o comando da companhia na segunda-feira (10) para se dedicar a projetos filantrópicos em educação. Ele informou sua decisão em uma entrevista publicada pelo jornal The New York Times nesta sexta (7).

O Alibaba é dono da AliExpress, o popular site de comércio eletrônico chinês. O império, fundado em 1999, inclui também outros serviços, como banco digital e pagamentos online, computação na nuvem, empresas de mídia digital e entretenimento. A companhia também é acionista de grandes empresas de mídia da China, como o concorrente local semelhante ao Twitter, o Weibo, e o jornal The South China Morning Post.

Antes professor de inglês, Ma fundou o Alibaba em 1999 e tornou-se o homem mais rico da China, com fortuna avaliada em mais de US$ 40 bilhões (R$ 164 bilhões). Atualmente o Alibaba vale mais de US$ 420 bilhões (R$ 1,7 trilhão).

Em entrevista, o executivo disse que sua renúncia não é o fim de uma era mas “o começo de uma era”. Ele disse planejar usar mais de seu tempo e fortuna para educação. “Eu amo educação”, ele disse.

O sucessor de Ma na presidência da Alibaba não foi anunciado, mas o atual diretor executivo da empresa, Daniel Zhang, é cotado para o posto. Ele já sucedeu o fundador do grupo no atual cargo, anúncio feito em maio de 2015.

Loading...