Preso por tráfico de pessoas na BR-101 prometeu emprego de secretária a vítima adolescente

Atualizado

O homem preso em flagrante no último sábado (3) na BR-101 em Barra Velha, no Litoral Norte, ao transportar uma adolescente 17 anos ilegalmente, havia oferecido emprego a ela.

De acordo com o delegado Procópio Silveira Neto, a proposta era de que a garota trabalhasse como secretária executiva e o acompanhasse em viagens e outros locais.

Homem foi preso ao tentar levar uma menor de 17 anos para o Paraguai – PRF/Divulgação ND

Em depoimento na delegacia de Barra Velha, o homem que não teve a identidade divulgada disse aos policiais que havia conhecido a garota por meio de uma amiga – uma mulher de 24 anos, no litoral de Santa Catarina. O homem disse que conheceu a garota na semana passada e que a convidou para passar dois dias no Paraguai.

“Teoricamente ele disse que ficariam dois dias no Paraguai e ela iria o acompanhar, mas a gente não tem a confirmação se haveria outra coisa lá”, afirmou o delegado.

Para a PRF (Polícia Rodoviária Federal), no dia da prisão, o aliciador informou que ambos tinham uma reserva em um hotel, mas que “somente teriam relações sexuais caso ela consentisse”.

O homem, que é natural do Paraná, informou também que é empresário e dono de pousadas no litoral de SC. No entanto, a delegacia não encontrou documentos que comprovassem a veracidade da informação.

O suspeito foi detido por volta das 16h do último sábado após uma denúncia anônima. Ele foi autuado pelo crime de tráfico de pessoas. Na tarde de segunda-feira (5), passou por audiência de custódia e permanece preso.

Leia também:

A adolescente, residente de Balneário Camboriú, foi devolvida aos responsáveis. O Conselho Tutelar acompanha o caso. Segundo as autoridades, a família da garota desconhecia a viagem.

Polícia