PRF promete intensificar fiscalização para combater a embriaguez ao volante em SC

A PRF promete intensificar a fiscalização nas rodovias federais durante a alta temporada em Santa Catarina para prevenir acidentes provocados pela ingestão de álcool. Uma prova disso foi o início da Operação Rodovida 2018/2019, que flagrou 74 motoristas dirigindo sob efeito de álcool durante seis horas de fiscalização nas BRs que cortam Santa Catarina, entre a tarde e noite de sexta-feira (14) e madrugada de sábado (15).

O combate à embriaguez no volante é o principal foco da Operação Rodovida 2018/2019 realizada em diversas regiões do Estado com a participação de 53 policiais rodoviários. Posicionados em locais estratégicos das rodovias BR-101, BR-282, BR-470, BR-116 e BR-163, os agentes lavraram outros 140 autos de infração por diversas irregularidades, previstas no CTB (Código de Trânsito Brasileiro).

Operação da PRF com foco no combate a embriaguez no volante vai até o final do Carnaval - Foto: Divulgação/ND
Operação da PRF com foco no combate a embriaguez no volante vai até o final do Carnaval – Foto: Divulgação/ND

Todos os motoristas flagrados embriagados tiveram a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) recolhida e foram autuados por multa gravíssima no valor de R$ 2.934,70. Os condutores flagrados também vão responder processo de suspensão do direito de dirigir. No total, foram realizados 408 testes com etilômetro, equipamento também conhecido como bafômetro.

A Operação Rodovida 2018/2019 prossegue nos próximos dias, com atividades programadas e foco específico de acordo com as características da região, horário e local para verificação de irregularidades tais como ultrapassagens indevidas, excesso de velocidade, embriaguez ou transporte de crianças de acordo com a regulamentação exigida (cadeirinhas).

Maior ação do ano de enfrentamento à violência no trânsito, a Operação Rodovida 2018/2019 está dividida em duas etapas: a primeira segue até 31 de janeiro e contempla as comemorações de Natal, Ano Novo e férias escolares. A segunda etapa será desenvolvida entre os dias 22 de fevereiro a 9 de março (domingo após o Carnaval).

Na Operação Rodovida 2017/2018, realizada entre 22 de dezembro de 2017 e 18 de fevereiro de 2018, PRF registrou 1.766 acidentes em Santa Catarina, com um saldo de 1.754 feridos e 75 mortos. Naquele período, 754 condutores foram flagrados embriagados, enquanto 4.915 motoristas ultrapassaram em faixa dupla.

Ainda de acordo com dados da PRF, a ingestão de álcool foi a quinta maior causa de acidentes nas rodovias federais entre janeiro a novembro nos dois últimos anos (2017 e 2018). Já as BRs 101 e 470 foram os locais com maior número de acidentes nos dois períodos, e o sábado e domingo são os dias com maior incidência de acidentes fatais.   

Os números da PRF também revelam uma violência maior no trânsito diante de um número maior de mortos apesar de uma redução do número de acidentes. Entre janeiro e novembro de 2017, foram 335 mortos para 9.557 acidentes, contra 354 mortos para 7.727 acidentes no mesmo período em 2018.

Florianópolis, segunda capital com motoristas que consomem bebidas

De acordo com dados do Ministério da Saúde, Florianópolis é a segunda capital do Brasil com motoristas que admitem conduzir veículos após o consumo de bebidas alcoolicas. Os dados foram colhidos no estudo Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção Para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) Brasil 2017, feito por telefone com 53 mil brasileiros de 27 estados e Distrito Federal.

O estudo feito por telefone com 53 mil brasileiros tem objetivo monitorar a frequência e distribuição dos principais determinantes de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT). Entre os homens, Florianópolis aparece com 24,3% na segunda posição, atrás apenas de Palmas (TO), com 26,1%. Entre as mulheres, a capital catarinense lidera, com 7,1%, a frente de Palmas (TO) 6,8%.

No total, entre indivíduos com 18 anos ou mais, Florianópolis é a segunda capital do Brasil com maior percentual de pessoas que admitiram conduzir veículos motorizados após o consumo de bebidas alcoolicas, com 15,3%, através apenas da capital do Tocantins, com 16,1%.

Capitais com motoristas maiores de 18 anos que consomem bebidas alcoolicas (média entre homens e mulheres)*

  • 1º Palmas (TO) 16,1%
  • 2º Florianópolis (SC) 15,3 %
  • 3º Cuiabá (MT) 13,5%
  • 4º Boa Vista 11,6%
  • 5º Campo Grande (MS) 11,3%

Rodovias Federais em SC em 2017 (janeiro a novembro)**:

  • 9.557 acidentes
  • 8.688 feridos
  • 335 mortos

Rodovias Federais em SC em 2018 (janeiro a novembro)**:

  • 7.727 acidentes
  • 8.333 feridos
  • 354 mortos

Locais mais perigosos (conforme número de mortos, janeiro a novembro em 2017 e 2018)**:

  • 1º BR-101 entre Itajaí e Itapema
  • 2º BR-101 entre Biguaçu e Palhoça
  • 3º BR-470 em Navegantes
  • 4º BR-470 entre Gaspar e Indaial
  • 5º BR-470 em Rio do Sul

Causas mais frequentes (2017-2018)**

  • 1º Falta de atenção
  • 2º Velocidade incompatível
  • 3º Desobediência às normas de trânsito
  • 4º Não guardar distância de segurança
  • 5º Ingestão de álcool

Dias da semana com maior quantidade de mortos em acidentes (englobando os dois períodos)**

  • 1º Sábado
  • 2º Domingo
  • 3º Sexta-feira
  • 4º Segunda-feira
  • 5º Terça-feira
  • 6º Quinta-feira
  • 7º Quarta feira

Período do dia com maior quantidade de mortos (englobando os dois períodos)**

  • 1º Noite / madrugada
  • 2º Tarde
  • 3º Manhã

* Fonte: Vigitel 2017

** Fonte: PRF

Geral