Princípio de incêndio atinge Hospital Celso Ramos durante a madrugada

Atualizado

Um princípio de incêndio assustou pacientes e funcionários do Hospital Governador Celso Ramos, em Florianópolis, na madrugada desta terça-feira (24). Os bombeiros foram acionados por volta das 3h30 para atender a ocorrência na unidade hospitalar, localizada na avenida Professor Othon Gama D’eça, no Centro. A previsão é que a emergência do hospital fique interditada até as 10h desta terça-feira.

Princípio de incêndio no Hospital Governador Celso Ramos – Corpo de Bombeiros Militar/Divulgação/ND

O incêndio, segundo o aspirante a bombeiro militar Marco Timmermann, comandante de área do 1º e 10º Batalhões do Corpo de Bombeiros, teria começado nas baterias de nobreak do hospital. Uma perícia será realizada nesta terça-feira para investigar as causas do incêndio. Nenhum paciente precisou ser transferido e ninguém ficou ferido.

Leia também

De acordo o aspirante, pacientes e funcionários já estavam do lado de fora do prédio quando a guarnição chegou ao local. As baterias de nobreak foram localizadas em uma sala próxima à entrada das ambulâncias. Além das baterias, as chamas consumiram um ar condicionado. O combate ao fogo durou cerca de 15 minutos e foi feito com extintores.

Conforme Timmermann, as chamas ficaram restritas à sala onde estavam as baterias, mas a fumaça se espalhou e chegou a outra sala, onde ficam os dutos de ventilação do hospital. Foi o cheiro forte da fumaça que fez funcionários do hospital perceberem o incêndio.

Baterias de nobreak teriam causado o incêndio – Corpo de Bombeiros Militar/Divulgação/ND

A energia da unidade foi desligada somente na sala onde o incêndio ficou concentrado. Após o combate, os pacientes retornaram ao prédio.

Cerca de 12 bombeiros e cinco viaturas da corporação foram acionadas para atender a ocorrência. A PM e uma ambulância do Samu também prestaram apoio.

Geral