Procon vistoria mercados de Florianópolis após proibição da venda de azeites

Atualizado

Após a proibição da venda de seis marcas de azeite de oliva no mercado pelo Ministério da Agricultura, a equipe de fiscalização do Procon de Florianópolis visitou as grandes redes e minimercados da cidade nesta quinta-feira (11). A ação teve como objetivo orientar e vistoriar, para garantir que nenhum dos produtos estivessem nas prateleiras ao alcance do consumidor desavisado.

Após proibição da venda de azeites, Procon da prefeitura de Florianópolis vistoria mercados na Capital – PMF/Divulgação/ND

Segundo o Procon, a empresa que for pega vendendo os produtos proibidos poderá ser denunciada ao Ministério Público Federal e multada em até R$ 5 mil por ocorrência.

Leia também:

O Procon orienta, ainda, que se o consumidor adquiriu algum desses produtos e se sente lesado pode procurar o órgão para fazer uma reclamação.

Proibição

A decisão do Ministério da Agricultura de proibir a comercialização de seis marcas de azeite foi tomada após equipes de fiscalização encontrarem produtos fraudados ou impróprios para o consumo. As marcas vetadas foram: Oliveiras do Conde, Quinta Lusitana, Quinta D’Oro, Évora, Costanera e Olivais do Porto.

A fiscalização descobriu azeites com problema em Alagoas, Goiás, Mato Grosso, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Santa Catarina e São Paulo. Os itens estavam em redes de supermercados e pequenos estabelecimentos de comercialização de alimentos.

Geral