Professor do Centro Tecnológico da UFSC denuncia grevistas por vandalismo

Atualizado

O professor do departamento de Engenharia Mecânica da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), Sérgio Colle, denunciou manifestantes que aderiram à greve na sexta-feira (14).

Ele afirma que teve o carro riscado na lateral e os pneus furados. O veículo estava estacionado em frente à barricada feita no acesso à universidade, depois de ter sido impedido de entrar.

Ao retornar para buscar o carro após dar aula, o professor disse ter encontrado o veículo nessas condições, e também com uma marca de queimadura.

Carro ficou estacionado na entrada da Universidade em frente ao bloqueio feito por grevistas – Reprodução

“Quem riscou meu automóvel em vingança porque estabeleci aqui e fui dar minha aula?”, indagou. “Filma tudo! Chama o reitor, urgente! Isso aqui o poder público vai pagar”, protesta em vídeos publicados nas redes sociais.

Filmagem mostra pneus furados, riscos na parte da frente e uma marca de queimadura – Reprodução

Em seguida, Colle publicou outro vídeo nas redes sociais denunciando o ato de vandalismo por parte de grevistas e explicando sua posição política contrária à greve. Ele afirmou que é a favor da reforma da Previdência e da operação Lava Jato.

Mais conteúdo sobre

Polícia