Projeto de reciclagem modelo para o país

Jacsson Zanco/Secom/divugação/ND

Reciclagem. Comitiva de Joinville conseguiu a aprovação do Estado para importante projeto

A secretária Ada de Lucca (Justiça e Cidadania) vai assinar o convênio com a Ajoctre (Associação dos Caçambeiros de Joinville) dia 10 de março na Prefeitura de Joinville. O projeto é considerado modelo para o país nas áreas prisional e de reciclagem de materiais de construção. Os associados da Ajoctre irão descarregar todo o resíduo de construção civil (hoje não há um deposito especifico) em um galpão ao lado da Penitenciária Industrial. O material reciclado será utilizado na construção de lajotas e brita.

O presidente da Ajoctre, Gilson Holz, levou como “reforço” o prefeito Udo Döhler, o diretor da Penitenciária de Joinville, Richard Harrison Chagas dos Santos, e o diretor do Presídio Regional, João Renato Shiitter. A secretária Ada de Lucca revelou que o projeto de Joinville servirá de modelo para outras unidades prisionais do Estado.

Richard Santos, que deixará o cargo em 31 de março, assinalou que um acordo feito com as associações de moradores da região destinará 20% da produção de lajotas às ruas do entorno do complexo prisional. “Não vamos trabalhar com lixo”, disse ele. Na sua fase mais produtiva, o projeto de reciclagem deve utilizar até 150 detentos do regime semiaberto.  

Divulgação/ND

Sócio-administrador da Coringa, Paulo Geraldo Collares Filho (direita), padre Luiz Fachini, vereador Rodrigo Fachini 

Doação de câmeras
A Fundação Padre Luiz Fachini, no bairro Boehmerwald, que já chegou a ter mais de 15 cozinhas comunitárias atendendo crianças carentes de Joinville, recebeu ontem (17) a doação de 12 câmeras de monitoramento e todo o sistema de segurança. Os equipamentos foram doados pela empresa Coringa Sistemas Inteligentes de Segurança. Participaram da entrega do sistema o sócio-administrador da Coringa, Paulo Geraldo Collares Filho, o padre Luiz Fachini e o vereador Rodrigo Fachini (esquerda), que é sobrinho do padre Luiz.

Coelho na Capital
Definido o destino do ex-comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar de Joinville, tenente-coronel Nelson Coelho. Ele será chefe de gabinete do comandante de operações especiais da PM em Florianópolis. Coelho vai atuar diretamente em uma área importante da Polícia Militar. Aos amigos, ele disse que gostaria de ficar em Joinville, mas não foi possível. Por quê? Quem o impediu de permanecer na ativa em Joinville?

Frase
“Na semana que vem teremos novidades sobre a atuação dos bombeiros militares em Joinville.”
Prefeito Udo Döhler (PMDB), que considera desnecessária a presença do bombeiro militar em Joinville, que é sede de uma associação de Corpo de Bombeiro Voluntário modelo para o país.

Novo supermercado
Caso receba as licenças ambientais e adquira o terreno de 36 mil metros quadrados na rua Santa Catarina (bairro Floresta), o “Atacadão” (Grupo Carrefour)  vai gerar 400 empregos diretos e mais de 800 indiretos. É quase 10% dos empregos que perdemos em 2015. Os números são do prefeito Udo Döhler, que recebeu segunda-feira a visita de representantes do grupo.

Licenças ambientais
Desde os tempos da extinta Fundema, os funcionários que trabalham na área de licenciamentos ambientais da Sema (Secretaria Municipal do Meio Ambiente) não trabalham à tarde, só pela manhã. Uma área tão prioritária – e criticada pela morosidade – deveria ter mais servidores e mais tempo para trabalhar.

Carne apreendida
A Vigilância Sanitária de Joinville apreendeu nesta semana um total 355 quilos de alimentos de origem animal sem condições de consumo. A fiscalização do serviço de inspeção veterinária ocorreu no bairro Estevão de Matos (zona Sul) e oito estabelecimentos foram autuados e tiveram as mercadorias recolhidas. Houve também apreensão no bairro Costa e Silva e a interdição de um consultório odontológico. Os alimentos apreendidos foram descartados no aterro sanitário.

 FOTO 3
Crédito: Divulgação/ND

Divulgação

Três deputados de Joinville, Kennedy Nunes (PSD),  à esquerda, Patrício Destro (PSB), e Darci de Matos (PSD), à esquerda cobraram do secretário Geraldo Althoff os repasses atrasados para os centros sociais urbanos

Atrasos nos repasses
Agendada pelo deputado estadual Patrício Destro (PSB), três dos quatro deputados estaduais de Joinville foram recebidos em audiência pelo secretário Geraldo Althoff (Assistência Social). Patrício Destro (PSB), Kennedy Nunes (PSD) e Darci de Matos (PSD) apelaram ao secretário que os repasses aos centros sociais urbanos de Joinville sejam atualizados. O quarto deputado de Joinville, Dalmo Claro de Oliveira (PMDB) não esteve presente, mas assinou o documento que será entregue ao governador Raimundo Colombo.

Divulgação/ND

Estudantes foram recebidos pelo deputado estadual Leonel Pavan (PSDB)

Estudantes na Capital
O presidente do Diretório Central dos Estudantes da UniSociesc de Joinville, Lucas Souza e a vice-presidente Fernanda Manarin, participaram de uma visita à Assembléia Legislativa promovida pela recém criada Associação Catarinense dos Estudantes. Ao lado de outros DCEs do Estado, eles revelaram as principais reivindicações da classe.

Mural

– Após assistir na TV Câmara a afirmação do vereador Cláudio Aragão sobre um vereador que “deve muito” (não citou o nome, mas todos sabem quem é) alguém utilizando nome falso enviou e-mails para os colunistas de Joinville, radialistas e para todos os vereadores.

– Além do texto, o e-mail mostra cópias de três cheques pré-datados, todos de R$ 8 mil, assinados por um integrante do Poder Legislativo.

– “Distribuiu cheques sem fundos e não deu satisfação”, concluiu a emissária, que utilizou nome falso, mas as cópias parecem autênticas.

– Começou a temporada de caça neste ano eleitoral.

Loading...