Fabio Gadotti

fabio.gadotti@ndmais.com.br Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.


Projetos pedem suspensão das medidas de fechamento de Gean Loureiro

Decreto da Prefeitura de Florianópolis prevê o fechamento de shoppings a partir desta quarta-feira (24)  – Foto: Ian Sell/NDDecreto da Prefeitura de Florianópolis prevê o fechamento de shoppings a partir desta quarta-feira (24)  – Foto: Ian Sell/ND

Dois decretos legislativos foram protocolados na Câmara de Florianópolis nesta terça-feira (23) com o objetivo de impedir as medidas de fechamento determinadas pelo prefeito Gean Loureiro (DEM) para conter a Covid-19.

Ambos sustam o artigo 4º, que trata do fechamento dos shoppings e academias, das novas regras para supermercados e de restrições de uso de áreas públicas a partir desta quarta-feira (24).

Uma das propostas é do vereador Miltinho Barcelos (DEM), líder do partido do prefeito. Ele disse que atendeu ao clamor do segmento empresarial, que está enfrentando dificuldades desde o início da pandemia. Segundo ele, 25 lojas já encerraram as atividades nos três shoppings de Florianópolis desde março, com cerca de 400 demissões.

“Não precisa fechar, precisamos buscar fórmulas, como a redução da ocupação máxima nos estabelecimentos, para evitar que quebrem”, disse Barcelos. “É preocupante a situação da Covid-19 e o aumento de casos, mas a economia também preocupa. Temos que achar uma fórmula para conciliar e sobreviver com as duas situações: a pandemia e a economia, porque as empresas estão quebrando”, destacou.

Maikon Costa (PL), autor do outro decreto legislativo, entende que falta embasamento científico e transparência para a adoção das novas medidas restritivas. “As academias, por exemplo, são consideradas locais seguros. Proibir a circulação de bicicletas aos domingos também não faz sentido”, disse.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...