Proprietário de boate é preso por exploração sexual e tráfico na Grande Florianópolis

Um homem, proprietário de uma casa de shows, foi preso na noite dessa quinta-feira (27) acusado de exploração sexual e tráfico de drogas. A boate fica localizada às margens da SC-410, no município de Canelinha, na Grande Florianópolis.

Policiais encontraram quartos no estabelecimento – Divulgação

A Polícia Militar se deslocou até o local após receber denúncias de que no local estaria acontecendo tráfico de drogas e também exploração sexual.

Ao chegar à boate, a guarnição encontrou “mulheres semi despidas, luz do ambiente baixa e som alto, características de casa de prostituição”, descreveu a ocorrência registrada.

No local foram encontradas 19 gramas de maconha, além de quantidade em dinheiro e anotações com os programas – PM/Divulgação

Ainda segundo a PM, no balcão do estabelecimento foram encontradas 19 gramas de maconha e, com o proprietário do local, um homem de 50 anos, R$ 481,00.

Ao realizar buscas no interior da casa, os policiais encontraram mais R$ 1,6 mil e um caderno com anotações referentes aos programas sexuais realizados.

Leia também:

Durante as buscas realizadas em todo o ambiente, a guarnição localizou quartos usados para prática de exploração sexual, e encontrou duas mulheres que afirmaram morar no local.

Aos policiais, as mulheres disseram que trabalhavam com a exploração do próprio corpo e que parte do dinheiro recebido nos programas era repassado ao proprietário do local.

Após constatar todas as irregularidades, a PM deu voz de prisão ao proprietário e o encaminhou à delegacia de Polícia Civil para os procedimentos legais.

Polícia