Quarentena: violência doméstica pode ser registrada pelo WhatsApp em Santa Catarina

Atualizado

A ordem de isolamento social por conta do coronavírus levantou um alerta sobre aquela violência que ocorre dentro de casa: a doméstica. Pensando nisso, a Polícia Civil de Santa Catarina lançou um canal de denúncias e reforçou o atendimento da delegacia virtual. 

Foto: Marco Santiago/ND

Desde que o governador Carlos Moisés declarou estado de emergência, mulheres vítimas de violência podem acessar o site da polícia e fazer um boletim de ocorrência. A força-tarefa de segurança montada neste período também disponibilizou um número para que as denúncias possam ser feitas via WhatsApp. O número é (48) 98844-0011.

De acordo Patrícia Maria Zimmermann D’Ávila, coordenadora das Dpcamis (Delegacias de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso), as delegacias seguem abertas. A intenção é fazer com que as vítimas de lesão corporal por violência doméstica consigam realizar os exames de corpo e delito.  

“Nós estamos orientando a população a registrar tudo on-line, mas no caso de lesão a gente ainda está tentando trazer essas vítimas [de violência doméstica], para que [a ocorrência] seja registrada presencialmente na delegacia de plantão. Caso a pessoa não se sinta segura para sair de casa, ela pode registrar na delegacia virtual”, afirmou Patrícia. 

Além do WhatsApp e da Delegacia Virtual, as vítimas podem ligar para o Disque 100 ou através do número 180.

Leia também:

Na última sexta-feira (20), a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou que o período de isolamento poderia aumentar a incidência de violência doméstica no país.

No mesmo dia, a médica Lúcia Regina Gomes Mattos Schultz, 59 anos, foi morta dentro casa, em Itapema, no Litoral Norte. O marido dela, Nelson Pretzel, 65, confessou a autoria. Ambos estavam juntos atravessando o período de quarentena. 

Como fazer a denúncia na Delegacia Virtual

No site da Polícia Civil, as vítimas de lesão corporal podem acessar a delegacia virtual e fazer o boletim. Basta clicar em ‘outras ocorrências’ e registrar os fatos. 

No momento do BO, será necessário informar o local, data e horário do fato. Informações pessoais, testemunhas e detalhes do fato também devem ser informados. 

Aplicativo PMSC Cidadão

A Polícia Militar também continua atendendo as ocorrências de violência. Em tempos de isolamento, o aplicativo PMSC Cidadão é outra opção virtual. Por meio do app, as vítimas podem registrar emergências e acionar a PM com o botão do pânico. 

Destinado às vítimas de violência doméstica que já possuem medida protetiva, o botão do pânico é um canal direto  comPM.

Baixe o aplicativo:

Saúde