Queima de geradores agrava abastecimento de água na Grande Florianópolis

Atualizado

Dois geradores que estavam sendo utilizados desde julho na Unidade de Captação do Rio Cubatão queimaram. A informação foi divulgada pela Casan neste domingo (13).

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Bras/ND

Segundo a companhia, o incidente ocorreu por conta das altas temperaturas e o uso permanente. Os equipamentos queimaram entre a tarde de sábado (12) e a madrugada deste domingo (13).

Segundo a companhia, os equipamentos estão sendo substituídos ao longo do dia, mas a operação de conserto exige desligamento parcial do sistema, o que prejudica ainda mais o abastecimento de água na Grande Florianópolis. A região sofre com estiagem a mais de quatro meses.

Leia também:

Com quase 140 dias, estiagem é a pior da Grande Florianópolis 

Governo e agricultores discutem efeitos da estiagem na produção

A Casan reforçou alerta e solicitou que a população se limite ao “uso essencial” de água. Até porque o Rio Pilões – outro manancial que abastece a Grande Florianópolis – está cada vez mais raso.

Neste domingo está sendo utilizada apenas 30% da capacidade habitual de captação no Pilões, a menor já registrada até hoje pela companhia.

Geral