Receita abre consulta ao 1º lote de restituição do Imposto de Renda 2020 nesta sexta

Atualizado

A Receita Federal abre nesta sexta-feira (22), a partir das 9h, a consulta ao primeiro lote de restituição do Imposto de Renda 2020 que contempla 901.077 contribuintes. O pagamento total corresponde a R$ 2 bilhões.

Neste ano, o cronograma de restituições sofreu alterações. Os pagamentos começarão em maio – e não em junho como nos anos anteriores – e serão feitos em apenas cinco lotes – até então eram em sete.

Brasília – Receita Federal libera o programa da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2016, ano-base 2015 (Marcelo Camargo/Agência Brasil) – Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O dinheiro deste primeiro lote será depositado na conta do contribuinte contemplado na próxima sexta-feira (29). O cronograma de pagamentos segue até 30 de setembro, sempre sendo efetuado no último dia útil do mês.

No ano passado, as restituições iniciaram em 17 de junho e se estenderam até o dia 16 de dezembro. Esta é a primeira vez que as restituições começam a ser pagas ainda durante o prazo de transmissão das declarações.

Leia também:

A iniciativa da Receita Federal tem como objetivo diminuir os efeitos econômicos causados pela pandemia de Covid-19, provocada pelo novo coronavírus, que tem afetado o bolso do brasileiro, além da saúde pública.

Normalmente, o pagamento se dava no dia 15 de cada mês. A partir de agora, serão depositados os valores da restituição no último dia útil do mês.

Idosos têm prioridade no primeiro lote

O primeiro lote contempla contribuintes que têm prioridade legal e está dividido da seguinte maneira:

  • 133.171  idosos acima de 80 anos;
  • 710.275 contribuintes entre 60 e 79 anos; e
  • 57.631 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

Metade ainda não enviou declaração

A Receita Federal recebeu, até a manhã de quinta-feira (21), 14,7 milhões de declarações, de um total de 32 milhões previstas. Esse número revela que mais da metade dos contribuintes ainda não enviou sua declaração.

Joaquim Adir, supervisor nacional do IR, alerta para que o contribuinte não deixe a entrega da declaração para os últimos dias. Adir destaca ainda que o quanto antes a declaração for regularmente enviada, mais rápido será o processamento e a restituição.

Economia