Rio do Sul, no Alto Vale do Itajaí, deve decretar estado de calamidade por causa da enchente

Em vários municípios da região a situação preocupa

Texto: Orlando Pereira, de Rio do Sul

O prefeito de Rio do Sul, no Alto Vale do Itajaí, Garibaldi Antônio Ayroso (PMDB) pode decretar no começo da tarde desta quinta-feira (22) estado de calamidade pública na cidade. A decisão deve sair da reunião entre integrantes da Defesa Civil, Policia Militar, Corpo de Bombeiros, Celesc, Casan, equipe de governo, entre outras entidades. O nível do Itajaí-Açu atingiu a cota de 9,73m às 11h. A cota de segurança de 10,50m foi alterada para 11,50m na manhã desta quinta. Até o momento 17 bairros estão alagados, inclusive parcialmente algumas ruas do Centro, como a Coelho Neto e Carlos Gomes. Cerca de 400 pessoas estão em abrigos disponibilizados pela prefeitura em pontos estratégicos do município.

Divulgação/Orlando Pereira/ND

Situação em Rio do Sul

A barragem de Ituporanga, que faz parte do sistema de prevenção às cheias no Vale, mesmo com a sobrelevação de três metros verteu por volta das 11h. Na de Taió a capacidade de armazenamento no mesmo horário era de 83.70%. Em Agronômica, também no Vale do Itajaí, o prefeito José Menegatti (PMDB) decretou situação de emergência. A prefeitura do município está isolada. Além dos prejuízos no setor rodoviário, os produtores de arroz estimam perdas na safra. O cereal estava em fase de crescimento. Em Lontras, algumas ruas já estão alagadas, o mesmo ocorre na região central de Presidente Getúlio.

Divulgação/Orlando Pereira/ND

Enchente em Rio do Sul

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Notícias

Loading...