Sansão e Dalila volta a tela da RICTV Record

História destaca o guerreiro que derrota exércitos mas não resiste aos encantos de uma mulher

A história de amor entre Sansão e Dalila já aconteceu há milênios, precisamente 1100 anos antes do nascimento de Cristo. A partir de segunda-feira (7), às 20h30, a história volta a ser vivida na tela da RICTV Record. O folhetim narra, do nascimento à morte, a história de Sansão (Fernando Pavão), herói hebreu que derrota, sozinho, exércitos armados e animais selvagens, mas que não resiste aos encantos de Dalila (Mel Lisboa).

Numa época em que os hebreus eram fortemente oprimidos e perseguidos pelos filisteus – povo inimigo que queria dominar a Terra Prometida em sua totalidade –, o poder estava descentralizado e a população, que estava submetida às ameaças, clamava por libertação. Nesse contexto, Zilá (Lu Grimaldi), uma mulher estéril que sempre sofreu por não ter filhos com o marido, Manoá (Roberto Frota), ambos hebreus, recebe a visita de um Mensageiro de Deus (João Vitti). O homem anuncia que ela conceberia um menino, cuja navalha jamais deveria ser passada em seus cabelos, como um voto de consagração a Deus.

O menino, que recebeu o nome de Sansão (Fernando Pavão), nasceu dotado de uma força incomum e começou a livrar seu povo da dominação, transformando-se num herói justo, carismático e polêmico. Um homem capaz de derrotar, sozinho, exércitos armados e animais selvagens, mas que não resistiria à força de sedução de Dalila (Mel Lisboa).

Dalila, por sua vez, é uma bela filisteia que vive com a mãe e o padrasto no vale de Soreque, território filisteu. Por causa de sua beleza estonteante, Dalila atrai todos os olhares – incluindo o de seu padrasto, Rudiju (Camilo Bevilacqua). Como não encontra amparo na própria mãe, Dalila foge de casa e é amparada por uma mulher, chamada Zaira (Ittala Nandi). Ela é dona de uma casa de meretrizes, que promete fazer de Dalila uma mulher muito poderosa. De fato, é o que acontece, já que o príncipe Inárus (Marcello Escorel) assiste a uma apresentação de dança e leva Dalila para ser sua cortesã no palácio de Gaza. Lá, ela encontra rivalidades entre as mulheres que se sentem ameaçadas e enfrenta os obstáculos que surgem em seu caminho, desde tentativas de envenenamento até a obsessão de homens perigosos, como Abbas (Milhem Cortaz), superior de Faruk e sanguinário comandante do exército filisteu. Tudo muda quando Dalila, ao que se banhar no mar, conhece o guerreiro Sansão.

Seguindo a trajetória desses dois personagens mais fortes que o tempo, Sansão e Dalila é uma minissérie de 18 episódios, repleta de ação, paixões, lutas impactantes, histórias emocionantes de esperança, superação e fé.

A produção de Sansão e Dalila tem direção geral de João Camargo e adaptação de texto de Gustavo Reiz.

+

Notícias

Loading...