Santa Casa de Cuiabá suspende internações e atendimento ambulatorial

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Todos os atendimentos ambulatoriais e as novas internações na Santa Casa de Cuiabá estão suspensos. Apenas os 170 pacientes internados continuam sendo assistidos na unidade filantrópica.

O motivo da suspensão dos serviços é o atraso de quase dois meses nos salários dos funcionários da instituição. Os médicos aderiram parcialmente ao movimento e estão atendendo os pacientes internados. A greve dos enfermeiros e dos funcionários administrativos atingiu adesão de 30%. As informações são da Agência Brasil.

Segundo o presidente da Santa Casa de Cuiabá, Antônio Presa, os salários estão atrasados por causa de dívidas da prefeitura e do governo estadual com a instituição. “Existem alguns serviços que já prestamos e não foram pagos e mais uns acordos que foram feitos e não foram cumpridos, e isso gera, para nós, um valor de R$ 20 milhões.”

A Secretaria Municipal de Saúde nega a informação sobre atrasos nos repasses à Santa Casa de Cuiabá e diz que a maior parte dos pagamentos está em dia, faltando cerca de R$ 120 mil relacionados a um pagamento por qualidade do serviço.

Uma reunião com a prefeitura já foi solicitada pela Santa Casa. De acordo com Antônio Presa, outras unidades estão prestes a fechar as portas no estado. Ele citou a Santa Casa de Rondonópolis, onde os profissionais da UTI (Unidade de Terapia

Intensiva) já iniciaram um movimento grevista. E uma greve geral está prevista para o dia 3 de agosto, caso os salários não sejam pagos.

Mais conteúdo sobre

Jornalismo

Nenhum conteúdo encontrado