São José: Homem preso após pendurar suástica é indiciado

Atualizado

A Polícia Civil de Santa Catarina indiciou nesta quinta-feira (23), o homem que foi preso após pendurar uma camisa com suástica, em São José, na Grande Florianópolis.

Material apreendido faz apologia ao nazismo – Foto: Polícia Civil SC/Divulgação/ND

Paulo Roberto Villas Boas, de 55 anos, foi preso em flagrante pela PM no domingo (19) após denúncias de pedestres que notaram um desenho diferente pendurado sobre uma camisa em uma das casas do bairro de Forquilhinhas.

Ele foi encaminhado para Central de Plantão Policial, onde passou a noite. Na segunda-feira (20) ele foi solto, mas ainda responderá a medidas cautelares.

De acordo com o delegado Deonir Moreira Trindade, da Polícia Civil de Santa Catarina, ele respondeu com agressividade ao primeiro contato dos policiais alegando ter liberdade de expressão.

O indiciamento foi feito pelo crime de Forma de Discriminação Relacionada ao Nazismo (Lei Nº 7.716). A lei de 5 de janeiro de 1989, define os crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor. O caso foi passado ao Judiciário, e depois, segue para o Ministério Público que tem até 15 dias para concluir a investigação.

Homem já era conhecido pelas autoridades por outras ocorrências

Paulo Roberto Villas Boas possui outras ocorrências registradas pelos órgãos de segurança e emergência. Em uma delas, o nome de Paulo está registrado por “Perturbar Serviços Públicos”, conforme Art. 266 da Lei 2848/40.

Segundo o delegado Deonir, o homem ligava no meio da madrugada para serviços de emergência proferindo xingamentos aos oficiais. Em uma mesmo, ele chegou a ligar dez vezes.

O delegado também informou que Villas Boas responde ainda por desacato e ameaça.

Leia também:

Mais conteúdo sobre

Polícia