Sargento da PM salva três vizinhos de incêndio em Penha

Atualizado

Na madrugada de segunda-feira (1), por volta das 4 horas, o sargento da Polícia Militar Carlos Emke estava em casa, de folga, quando ouviu gritos vindos da rua. “Achei que era uma briga”, lembra.

Ao sair, viu que a casa dos vizinhos estava em chamas, com os três moradores pedindo ajuda na parte dos fundos, onde o acesso estava bastante prejudicado. Apesar do risco, o sargento decidiu ajudar e foi o responsável por salvar três vidas.

Policial estava de folga quando foi ajudar os vizinhos a saírem da casa em chamas – Foto: Divulgação/ND

O incêndio aconteceu em Penha. Um automóvel estacionado na rua explodiu e, rapidamente, as chamas atingiram a casa onde moram duas mulheres e um homem cadeirante.

Sabendo das dificuldades que eles teriam para sair, o sargento Emke acionou a polícia e os bombeiros, mas como boa parte da casa estava incendiada, não tinha como esperar. “Percebi que tinha um caminho na lateral, então voltei em casa e peguei uma marreta”, conta.

O sargento abriu a parede e, quando entrou, viu o cadeirante deitado no chão. Colocou o homem nos ombros e conduziu as duas mulheres para fora. Depois, pegou uma mangueira para conter o fogo.

“Também fiquei preocupado que chegasse até minha casa”, completa. Ninguém se feriu, mas a casa foi totalmente destruída.

Para Emke, o impulso em ajudar o próximo é algo que faz parte de sua vida, para além da profissão.

“Isso vem muito da pessoa. Além disso, o preparo como policial ajuda para que eu também não me machucar”, conclui.

As causas da explosão no automóvel ainda são desconhecidas. Será aberta investigação para constatar se o incêndio foi criminoso.

Leia também:

Mais conteúdo sobre

Polícia