Saúde em debate

Durante a semana passada, o Jornal do Meio Dia da RIC TV Record Itajaí, trouxe várias reportagens retratando o dia a dia da saúde na região. Os exemplos foram de situações que aconteceram em Itajaí, Porto Belo e Camboriú.

E para o telespectador não foi nenhuma surpresa.

Estamos cansados de saber que existem problemas, estamos cansados de saber que existe a falta de soluções para estes problemas!

Durante o último sábado, a jornalista Patrícia Silveira, mostrou outro lado desta saúde.

Exibimos situações de falta de preocupação, de cuidado, de carinho com pessoas que está com a saúde fragilizada.

Mostramos exemplos de médicos que não tem cuidado durante um procedimento, de médicos que não estão nem um pouco preocupados com o bem estar do paciente.

São profissionais que esquecem que estão tratando com seres humanos e que são seres humanos.

A profissão de médico, ou qual for, é uma escolha. É uma opção, e deve ser exercida com prazer, com amor, com devoção.

Nem uma ou outra é melhor ou pior. Mas o profissional médico tem a missão de cuidar da saúde do outro.

Mas com a maior facilidade, conseguimos registrar o descaso, a falta de vontade, de tolerância, de respeito, desses “profissionais” que parecem desconhecer o valor da sua missão.

Lamento pelo falta de preparo, pela falta de consciência.

Muitos neste momento podem estar levantando a bandeira do salário, das condições de trabalho.

Mas gostaria de lembrá-los que tudo é uma escolha.

Ninguém precisa receber o que não acha que é direito, ninguém precisa estar em um lugar que não quer.

Para mim isso é simples, é lição de casa: Ninguém obriga o outro a fazer o que não deseja.

Ninguém precisa fazer o que não gosta.

Mas se você escolheu isso, faça bem feito, seja o melhor.

É isso o que eu como contribuinte, como pagadora de impostos espero, que você

retribua pelo o que você está ganhando.

 

Loading...