SC-401 bate recorde de dias sem acidentes fatais que já durava 22 anos

Atualizado

A partir da 0h de quinta-feira (13), a SC-401, entre os bairros Itacorubi e Canavieiras, vai comemorar o recorde de 211 dias sem acidentes com vítimas fatais. A nova marca é resultado de um trabalho intenso de fiscalização nos últimos dois anos, e os números ao longo dos últimos nove anos comprovam uma mudança de comportamento dos usuários da rodovia José Carlos Daux.

Placa informa número de dias sem acidentes com vítimas fatais na SC-401. Foto: Flávio Tin/ND – Flavio Tin/ND

O anúncio do recorde será feito pelo comandante da guarnição do dia, o sargento David Antônio Ávila. É ele que fará a troca do número das placas informativas sobre o recorde instaladas no posto 1 da 1ª Companhia da PMRv (Polícia Militar Rodoviária), em Santo Antônio de Lisboa. Mas o recorde é comemorado por todos os policias rodoviários que trabalham no trecho.

“É um recorde que não é batido desde 1997. Só por isso é possível perceber o quanto é importante. 211 é o número de dias sem acidentes fatais, mas o número mais importante é aquele que nunca vamos conseguir mensurar, que o número de vidas salvas”, afirma o comandante da 1ª Companhia da PMRv, tenente Ricardo Bonassis.

Além de ainda não ter sido registrada nenhuma morte em 2019, outra dado chama atenção para o recorde: parte dos 211 dias transcorreu durante a alta temporada, período de maior movimento na rodovia que liga o Centro as praias do Norte da Ilha. “A PMRv tem intensificado a fiscalização, principalmente na SC-401, com barreiras. Todo dia tem blitz de Lei Seca”, relata Bonassis.

Nesse período, os policiais também perceberam uma mudança de comportamento dos usuários da rodovia, que ajuda a diminuir os índices de acidentes, mesmo aqueles sem vítimas. “Tem muita gente utilizando o transporte por aplicativo diante da Lei Seca, então aqueles acidentes que aconteciam após as baladas diminuíram muito”, atesta Bonassi. Por outro lado, os motoristas têm utilizado cada vez mais o celular e a imprudência ainda continua sendo a principal causa dos acidentes, segundo Bonassi.

Outra estratégia que tem sido utilizada com sucesso pela PMRv é a colocação de veículos em pontos específicos da rodovia, como na curva de acesso ao bairro João Paulo, local que  registrou cinco mortes em 2017. “Quando o pessoal enxerga a viatura já tira o pé do acelerador ou larga o celular”, relata.  A última morte na rodovia foi registrada em 12 de novembro. A vítima morreu atropelada por um veículo na altura do trevo de Canasvieiras.

O recente anúncio da revitalização da SC-401 também chegou em boa hora para os policiais rodoviários. O investimento previsto de R$ 32,3 milhões deve aumentar a segurança na rodovia. A revitalização será feita em um trecho de 12 quilômetros da SC-401, entre os entroncamentos com a SC-404, no Itacorubi, e a SC-402, no Ratones.

Estão previstos serviços de pavimentação, terraplanagem, drenagem, sinalização, troca de guard rails metálicos por muretas de concreto e a implantação de uma terceira pista na subida do bairro João Paulo até o cemitério Jardim da Paz. As obras serão realizadas à noite e durante a madrugada, para minimizar os transtornos e, dependendo das condições do tempo, deverão ser finalizadas no prazo de 18 a 24 meses, a partir de julho de 2019. “Com a obra, ganhamos mais uma guarnição, pois diante das atuais condições do rodovia, sempre que tem uma operação tapa buraco precisamos deslocar uma equipe para garantir a segurança dos trabalhadores”, afirma Bonassis.

Mais conteúdo sobre

Trânsito