Secretário de Saúde presta depoimento na CPI dos Respiradores nesta quinta (4)

Atualizado

Atual secretário de Estado da Saúde e adjunto na época da compra dos 200 respiradores por R$ 33 milhões com pagamento antecipado e sem garantia, o médico André Motta Ribeiro será ouvido nesta quinta-feira (4), às 10h, pela CPI dos Respiradores, no auditório Antonieta de Barros, na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina). O depoimento é importante, principalmente para elucidar o real envolvimento de Motta, que foi promovido após a exoneração de Zeferino.

André Motta Ribeiro assumiu após saída de Helton Zeferino – Foto: Foto: Doia Cercal / Secom

Nos depoimentos prestados na terça-feira, Motta foi apontado como o responsável por dimensionar a necessidade de equipamentos para a rede hospitalar, assim como especificar os respiradores que seriam comprados para atender a pacientes de Covid-19.  O trabalho é uma das funções da SUH (Superintendência Hospitalar), função que Motta acumulava na SES.

A segunda testemunha convocada é o empresário Onofre Neto, representante da empresa Exxomed, detentora da licença dos respiradores que foram adquiridos pelo Estado por meio da Veigamed. Ele será ouvido por videoconferência. O empresário chegou a negociar com o governo do Estado e receberia um passaporte especial para viajar a China e garantir os equipamentos.

Porém, o passaporte nunca foi feito, situação que provocou o contato de um deputado com a servidora pública Marcia Pauli. Durante o depoimento na terça-feira, questionada pela CPI, ela disse não lembrar o nome do parlamentar que a procurou “para saber se havia alguma dificuldade” na obtenção da documentação, já que o telefone celular está com a Polícia Civil.

Notícias