‘Sempre querem nos silenciar, fizeram isso com Marielle’, diz Boulos no RJ

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – O PSOL reuniu seus maiores nomes para um comício em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, nesta terça-feira (11). A expectativa da organização, no entanto, foi frustrada. O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) não permitiu a utilização de caixas de som porque o palco havia sido montado a menos de 200 metros de uma escola.

Boulos - Hermínio Nunes/Divulgação/ND
Boulos – Hermínio Nunes/Divulgação/ND

Com isso, foi formado um jogral: os políticos do partido tiveram suas falas repetidas em uníssono pela militância, ampliando o som.

“Eles quiseram silenciar nosso comício, eles sempre querem nos silenciar. Tentaram fazer isso com Marielle Franco”, afirmou o presidenciável Guilherme Boulos (PSOL), seguido por gritos de “Marielle, presente”.

No discurso, Boulos disse que o objetivo de sua campanha é elevar a “consciência política” do povo. “Aqui tem um povo sem medo”, afirmou, em referência ao mote da Frente Povo Sem Medo, formada por movimentos sociais como o MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), do qual é líder.

“Eu não abro mão de um presidente que faz ocupação”, cantaram os presentes.

Também foram ao comício o deputado federal Chico Alencar, candidato ao Senado, Marcelo Freixo e Glauber Braga, candidatos a deputado federal, e Tarcísio Motta, candidato ao governo do Rio de Janeiro.

Mais conteúdo sobre

Eleições 2018

Nenhum conteúdo encontrado

‘Sempre querem nos silenciar, fizeram isso com Marielle’, diz Boulos no RJ

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – O PSOL reuniu seus maiores nomes para um comício em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, nesta terça-feira (11). A expectativa da organização, no entanto, foi frustrada. O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) não permitiu a utilização de caixas de som porque o palco havia sido montado a menos de 200 metros de uma escola.

Com isso, foi formado um jogral: os políticos do partido tiveram suas falas repetidas em uníssono pela militância, ampliando o som.

“Eles quiseram silenciar nosso comício, eles sempre querem nos silenciar. Tentaram fazer isso com Marielle Franco”, afirmou o presidenciável Guilherme Boulos (PSOL), seguido por gritos de “Marielle, presente”.

No discurso, Boulos disse que o objetivo de sua campanha é elevar a “consciência política” do povo. “Aqui tem um povo sem medo”, afirmou, em referência ao mote da Frente Povo Sem Medo, formada por movimentos sociais como o MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), do qual é líder.

“Eu não abro mão de um presidente que faz ocupação”, cantaram os presentes.

Também foram ao comício o deputado federal Chico Alencar, candidato ao Senado, Marcelo Freixo e Glauber Braga, candidatos a deputado federal, e Tarcísio Motta, candidato ao governo do Rio de Janeiro.

Mais conteúdo sobre

Jornalismo

Nenhum conteúdo encontrado