Serviço de bicicletas compartilhadas já está disponível na Lagoa da Conceição

A primeira experiência de bicicleta compartilhada em Florianópolis aterrissou nesta terça-feira (18) na Lagoa da Conceição. Inicialmente, são 100 “amarelinhas” espalhadas por sete pontos da região turística mais frequentada da Capital que podem ser acessadas ao preço de R$ 2 por 20 minutos de uso no sistema dockless, ou seja, sem a necessidade de retirada e devolução em locais pré-determinados (estações).

 Para conferir de perto o início da operação em Florianópolis, o fundador e um dos sócios da Yellow, Ariel Lambrecht, esteve na Lagoa da Conceição e fez um passeio entre o centrinho até o Retiro, no final da avenida das Rendeiras.  A capital catarinense é a segunda cidade a contar com o serviço da empresa. “Florianópolis é uma cidade que tem bastante demanda e um potencial para ter até cinco mil bikes. Vamos começar com 100, mas em breve serão 200. Vamos ver como a população reage”, relata Lambrecht.

Ariel Lambrecht veio acompanhar de perto primeiro dia de operação do serviço na Capital - Foto: Marco Santiago/ND
Ariel Lambrecht veio acompanhar de perto primeiro dia de operação do serviço na Capital – Foto: Marco Santiago/ND

 A empresa já atua em São Paulo com grande aceitação da população da maior capital do país e contabiliza um milhão de corridas e cinco milhões de quilômetros percorridos. “Quando a gente fez a Yellow, pensamos em trajetos curtos. Em São Paulo, a gente vê muito isso, inclusive pessoas engravatadas fazendo percursos que normalmente fariam com o transporte por aplicativo”, explica Lambrecht, que também é gerente de produto da Yellow.

 De acordo com Lambrecht, a operação da empresa na cidade tem sido discutida com a prefeitura de Florianópolis. Por enquanto, está restrita a uma área de cinco quilômetros quadrados na Lagoa, incluindo a região do Canto da Lagoa, passando pelo Centro, Dunas da Lagoa e Retiro, até chegar a Praia da Joaquina. A área foi escolhida devido ao percurso plano e o apelo turístico, mas o empresário é sabedor do projeto de instalação da ciclovia na avenida das Rendeiras.  “Com a ciclovia, a população vai começar a usar as bikes e a prefeitura vai ver que é um serviço bem-vindo”, aposta.

 Apaixonado pelo tema mobilidade, Lambrecht entende que as bicicletas têm o poder de mudar a cultura local, que ainda privilegia os carros. “As cidades estão evoluindo para acomodar todos os modais de transporte. A Yellow surgiu como uma solução de mobilidade e o nosso objetivo é ser acessível”, explica. Além do sistema dockless e da disponibilidade por 24 horas, o serviço tem outro diferencial no pagamento, que pode ser em dinheiro através da compra de crédito junto a estabelecimentos credenciados na região, que são encontrados através do aplicativo.     

 Empresa deve contratar mais guardiões

 Para garantir a operação do serviço, a empresa conta com a atuação de funcionários, chamados de “guardiões”. São eles os responsáveis pela manutenção e “captura” das bikes deixadas pelos usuários na região. Bruno Marins é um dos guardiões da empresa na Lagoa. Ciclista por opção, ele destaca as vantagens do serviço na região. “É um meio de transporte que não agride o meio ambiente e aqui, os turistas vão adorar, pois às vezes se demora até uma hora para o deslocamento de carro até a Joaquina na temporada”, afirma.

Bruno Marins é um dos guardiões da empresa na Lagoa - Foto: Marco Santiago/ND
Bruno Marins é um dos guardiões da empresa na Lagoa – Foto: Marco Santiago/ND

 Segundo Marins, o preço também é muito acessível na comparação com o serviço de aluguel de bicicletas. “Tem lojas que cobram R$ 50 a hora, enquanto aqui é R$ 6 por hora (R$ 2 por 20 minutos). É outro nível de proposta, além da facilidade de não precisar levar para uma estação”, explica Marins.  Até o final do ano, a empresa deve contratar mais 60 guardiões.

 De acordo com Ariel Lambrecht, as bicicletas são fabricadas em Manaus (AM) e contam com peças únicas, que são facilmente identificadas em caso de furto, além de GPS para localização por satélite. Foram dois meses e meio de estudos para fabricação de um equipamento de baixo custo pensado para ser robusto e ao mesmo tempo fácil de pedalar.

 Moradores de São José, Nigel Freitas, Mariana Freitas e Kesley Rodrigues aproveitaram o passeio de férias na Lagoa da Conceição, para conhecer o novo serviço na Praça Bento Silvério. “É show de bola, principalmente para quem gosta de esporte”, afirma Nigel. “É ótimo principalmente para quem não tem como transportar uma bicicleta até aqui”, completa Mariana.

Em passeio pela Lagoa, Nigel, Mariana e Kesley conferiram a novidade - Foto: Marco Santiago/ND
Em passeio pela Lagoa, Nigel, Kesley e Mariana conferiram a novidade – Foto: Marco Santiago/ND

Como utilizar a Yellow

1 – Baixe o aplicativo da Yellow disponível para Android e IOS. 

2 – No mapa do app, encontre uma bicicleta Yellow na Lagoa da Conceição.

3 – Coloque créditos de R$ 5, 10, 20 ou 40 em dinheiro ou no cartão de crédito. 

4 – Com o aplicativo, leia o código de barras QR na parte de trás da bicicleta: o cadeado inteligente abrirá automaticamente.

5 – Ao terminar seu percurso pela ciclofaixa, ciclovia ou pelas ruas da cidade, estacione a bicicleta em qualquer lugar onde seja permitido o estacionamento de veículos sem atrapalhar o fluxo, e tranque o cadeado manualmente.

Cidade