Servidores de Florianópolis entram em greve por tempo indeterminado a partir desta quarta

Atualizado

Os servidores de Florianópolis decidiram, em assembleia realizada nesta terça-feira (11), entrar em greve por tempo indeterminado, a partir da meia-noite desta quarta-feira (12). A paralisação ocorre por conta da negociação da data-base deste ano, entre outras reivindicações.

“Em data-base desde início de maio, passados 42 dias de negociação com o governo, não tem sequer resposta para reajuste da inflação”, disse o Sintrasem (Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Florianópolis).

Servidores decidiram pela paralisação em assembleia na tarde desta terça-feira – Sintrasem/Divulgação

O que diz a prefeitura

Pouco após a decisão da categoria, a prefeitura de Florianópolis emitiu nota por meio da assessoria de imprensa. A administração municipal se disse “surpresa” com a notícia: “Isso porque a administração ainda não finalizou a discussão com a comissão do sindicato sobre o aumento de salários”.

Ainda conforme a prefeitura, até o momento não havia indicativo de greve. “A prefeitura está ingressando hoje com ação judicial sobre a ilegalidade da greve para desconto dos grevistas”.

Confira a nota na íntegra:

“A Prefeitura de Florianópolis recebeu com surpresa a notícia de greve dos servidores municipais. Isso porque a administração ainda não finalizou a discussão com a comissão do sindicato sobre o aumento de salários. As conversas vinham acontecendo normalmente sem qualquer indicativo de paralisação. Coincidentemente, o sindicato aprova uma greve dois dias antes da greve nacional contra a reforma da previdência. A Prefeitura está ingressando hoje com ação judicial sobre a ilegalidade da greve para desconto dos grevistas. Mais uma vez o sindicato tenta parar a cidade e misturar pautas nacionais com as municipais.”

Mais conteúdo sobre

Geral