Sobe para 149 o número de casos confirmados de coronavírus em Santa Catarina

Atualizado

O Estado de Santa Catarina tem agora 149 casos confirmados de coronavírus. Além disso, outros 325 suspeitos ainda aguardam o resultado do teste. O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, e o secretário de Estado de Saúde, Helton de Souza Zeferino, atualizaram os números no início da noite desta quinta-feira (26). Houve um aumento de 20% dos casos confirmados em relação aos dados da última quarta-feira (25). O Estado também registrou a primeira morte na madrugada desta quinta (26).

Entrevista coletiva aconteceu no início da noite desta quinta-feira (26) – Foto: Reprodução/ND

Além disso, o secretário da Fazenda, Paulo Eli, e o chefe da Casa Civil, Douglas Borba, também participam da coletiva desta noite (26). O governo de Santa Catarina anunciou também um plano de retomada das atividades a partir de quarta (1).

Após um mês do primeiro caso de coronavírus registrado no Brasil, o Ministério da Saúde informou que 2.915 pessoas já testaram positivo e 77 morreram por causa da doença. A taxa de letalidade é de 2,7%, até o momento.

Confira o número de casos por município:

  • Balneário Arrorio do Silva – 1
  • Balneário Camboriú – 8
  • Blumenau – 12
  • Braço do Norte – 9
  • Camboriú – 4
  • Canelinha – 1
  • Chapecó – 4
  • Criciúma – 12
  • Florianópolis – 20
  • Gaspar – 1
  • Gravatal – 3
  • Içara – 1
  • Imbituba – 5
  • Itajaí – 16
  • Itapema – 1
  • Jaguaruna – 2
  • Jaraguá do Sul – 2
  • Joinville – 7
  • Lages – 1
  • Navegantes – 3
  • Pomerode – 1
  • Porto Belo – 3
  • Rancho Queimado – 2
  • São José – 3
  • São Ludgero – 1
  • São Pedro de Alcântara – 1
  • Siderópolis – 1
  • Tijucas – 1
  • Timbé do Sul – 1
  • Tubarão – 8
  • Outros estados – 5
  • Outros países – 3

Leia também:

Insumos repassados pelo Governo Federal

Segundo o governador Moisés, os insumos que seria repassado pelo Governo Federal ainda não chegou ao Estado de Santa Catarina. Além de remessa de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), mais 20 leitos de UTIs serão entregues.

Segundo Zeferino, o Estado está buscando novos leitos fora do Brasil, porque os nacionais já foram reservados por causa da grande demanda. Além disso, busca de novos ventiladores e respiradores.

O Hospital Florianópolis, no bairro Estreito, será priorizado para o tratamento de pacientes com coronavírus que precisarão de tratamento intensivo na Grande Florianópolis.

Segundo Zeferino, a unidade conta com 20 leitos de UTIs e receberá mais 10 leitos através de um kit do Governo Federal. Além disso, o Hospital Universitário também vai receber 10 leitos para tratamento.

Retomada das atividades econômicas

A partir da próxima quarta-feira (1), continua proibido a circulação do transporte coletivo dentro das cidades, intermunicipais e interestaduais.

No entanto, as atividades e os serviços privados não essenciais como agências bancárias, lotéricas e cooperativas de crédito serão autorizadas a abrirem parcialmente a partir de segunda-feira (30).

As atividades de academias, shopping centers, bares, restaurantes e comércio em geral também serão autorizadas parcialmente a partir de quarta-feira (1°). Assim como atividades do setor hoteleiro, construção civil, escritórios e centros de distribuição e depósitos.

Porém, cultos religiosos e a presença em praças, parques e praias seguem suspensos.

Primeira morte por coronavírus em SC

O governador Carlos Moisés confirmou, no início da madrugada desta quinta-feira (26), a primeira morte causada por coronavírus em Santa Catarina. O paciente era um homem de 86 anos, que deu entrada no Hospital Regional de São José na última segunda-feira (23).

Havia a suspeita de uma morte por coronavírus em Xanxerê, no Oeste de Santa Catarina, mas o governador Carlos Moisés informou que o exame deu negativo.

Perfil dos infectados

A Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina começou a definir na última quarta-feira (25), o perfil dos catarinenses afetados pelo coronavírus. A faixa etária de 30 a 39 anos conta com 25% das confirmações. Além disso, 19% dos pacientes tem entre 50 a 59 anos.

Mais conteúdo sobre

Saúde