Sobre preguiça, Natal, comilança e fim de ano

Estratégias para manter o foco na dieta

Segunda-feira é sempre um dia tenso e de preguiça generalizada. No domingo (1), para compensar as calorias que eu tinha adquirido na macarronada de almoço da pós-graduação, corri um pouco na avenida Beira-Mar Continental, no Estreito. E hoje foi dia de fazer um esforço extra na academia.

Divulgação/ND

Quem resiste às delícias natalinas?

Há duas semanas eu não consigo baixar dos 60kg, número que me deixa satisfeita, mas ao mesmo tempo, me desafia a tentar reduzir um pouco mais, ao menos até os 57kg até o fim do projeto, em janeiro. Hoje conversando com o Fabrício Alves, lá da academia Racer, ele disse que essa é uma meta que consigo alcançar sem grandes problemas, mantendo o ritmo que eu estou. 

Mas, a minha grande preocupação está nas festas de Natal e Ano-Novo. No Natal eu vou para a casa da minha avó e o resultado disso é: muita comida gostosa. Mas esse ano eu entrei em um acordo com ela, e além de suplicar para que ela dê uma maneirada na comilança (o que eu sinto que não vai acontecer), estou programando exercícios diários.

Pela manhã, um passeio de bicicleta pela cidade e à tardinha, uma caminhada/corrida. Essa vai ser minha estratégia, quase que de guerra, para tentar manter o foco total na dieta, mas ainda assim, me liberando para comer algumas das delícias que só tem em casa de vó.

Loading...