Solidariedade em meio às chamas: voluntários auxiliam bombeiros na Serra do Tabuleiro

Em meio a fuligem, calor, fumaça e insegurança a comerciante Cláudia Fernandes se destaca por estar carregando uma panela cheia de sanduíches. Pães com queijo e presunto temperados pela solidariedade.

Moradora da Praia do Sonho, Cláudia acompanha o trabalho dos bombeiros desde terça-feira, quando o incêndio começou. “Eu vi todo o esforço deles. São uns guerreiros. Isso aqui é o mínimo que podemos fazer por eles”, disse.

Além do trabalho de combater as chamas, alguns moradores prestaram ajuda aos bombeiros entregando água e comida, como a comerciante Cláudia Fernandes (à dir.) – Flávio Tin/ND

A comerciante conta com a ajuda da nora e do filho na operação voluntária. Com uma grande caixa de isopor no carro, o rapaz transporta água, suco e refrigerante que é oferecido aos incansáveis combatentes.

Com garrafões e baldes, Ana Carolina e um grupo de amigos se revezavam em ajudar bombeiros e policiais no combate ao fogo. O grupo mora na Pinheira e trabalhou na noite de terça-feira como voluntário. “É a única coisa que podemos fazer”, argumentou.

A bombeiro civil Melissa Gubert também estava ajudando. Ela mora em frente a uma das áreas atingidas pelas chamas. “Ontem eu abri a janela e vi bastante fumaça vindo de lá [da Pinheira] então corri para ver o que era e já comecei a trabalhar”, contou.

Melissa mora há cinco anos no local e disse que lembra de ter visto incêndio como esse há quatro anos. “Aquele foi bem feio também, mas acho que esse vai ser ainda pior”, avaliou.

Mais conteúdo sobre

Tempo