Solução para Via Expressa da BR-282 é paliativa

Uma pista a mais em cada sentido vai aliviar por um tempo, mas não é alternativa definitiva. Além do que, autoridades precisam resolver o problema dos fura-filas, que usam as marginais

A Via Expressa da BR-282 vai ganhar um paliativo, se o governo federal fizer mesmo a sua parte, lançando a licitação no início de março para escolha da empresa que vai executar a obra. Paliativo porque não é o projeto original, de requalificação total e quadruplicação: trata-se do acréscimo de uma pista nova em cada sentido. Os prefeitos da região se conformaram com a solução meia boca, que deve ser adotado por causa da falta de recursos. Vai ajudar a desafogar o trânsito, mas não por muito tempo, por causa de alguns fatores que complicam a mobilidade. O pior deles, as saídas marginais utilizadas pelos espertos para furar a fila e voltar à via principal mais adiante. Se a Polícia Rodoviária Federal agisse para impedir esse tipo de malandragem (restringindo a manobra nos horários críticos), pelo menos 30% ou 40% da tranqueira seria resolvida. Caso semelhante ocorre na SC-401, logo após o viaduto do Monte Verde, quando os motoristas têm a chance de utilizar a marginal – que dá acesso a shopping e outros estabelecimentos comerciais – com o mesmo objetivo: furar a fila e aumentar o transtorno coletivo. Porque, se analisarmos bem o que ocorre no dia a dia, grande parte dos engarrafamentos se formam por culpa exclusiva dos condutores – despreparados ou que se acham melhores que os outros.

Resposta pronta

Estava ouvindo a entrevista de um oficial da Polícia Militar Rodoviária sobre a fiscalização de velocidade na Via Expressa Sul. Nada menos do que 100 automóveis foram multados em apenas duas horas de atividade da PMRv. O oficial contou que, quando abordados pelas guarnições, os motoristas sempre têm uma desculpa – do tipo “estou atrasado” – para justificar a infração. Detalhe: muitos veículos trafegam a até 140 km/h, quase o dobro do permitido.

Fluxo para o interior

“Não há solução para o trânsito individual quando a densidade populacional cresce geometricamente. Quando a situação ficar insuportável, o fluxo será para o interior, porque ninguém atura o inferno, mesmo quando causado por nós mesmos…”. Do leitor Elio Holz, por email.

Romance no palco

Marcado para 3 de março, no TAC, às 20h30, o espetáculo “Elas cantam o amor”, com as sopranos Claudia Ondrusek, Claudia Todorov, Elisabeth Faraco, Kalinka Damiani e Patrícia Ribeiro, acompanhadas pelo pianista Eugênio Menegaz e o violonista José Ribeiro. O quinteto vai apresentar músicas eruditas e populares.

Talento e inclusão

A partir de março, a ONG Lar Fabiano de Cristo, começa a ministrar cursos livres como ferramentas de trabalho para jovens em situação de vulnerabilidade social. Isto é possível graças ao projeto “Doe seu Talento”, que reúne jovens voluntários. Os possíveis cursos de serem ministrados incluem: fotografia, capoeira, edição de vídeo, edição de fotos, espanhol, inglês, design de moda, design gráfico, urban dance, cozinha e redes sociais.

Procissão em mostra

Já no clima dos 250 anos da Procissão do Senhor Jesus dos Passos, a Irmandade do Senhor Jesus dos Passos abriu uma exposição contando a história do maior evento religioso do Estado, que este ano será realizado nos dias 12 e 13 de março. A mostra está num ponto bem acessível: Rua Jerônimo Coelho, 185, Centro, e fica aberta até 11 de março, todos os dias, das 9 às 19h.

Padre Ney Brasil

Os 60 anos de vida religiosa do padre Ney Brasil Pereira serão celebrados em cerimônia eucarística nesta quinta, 25, às 19h30, na Catedral Metropolitana. O Coral Santa Cecília, regido pelo padre há 43 anos, fará uma apresentação especial durante o ato religioso. Padre Ney é um dos sacerdotes mais queridos de Florianópolis.

Para o Enem

A FCDL (Federação das CDLs de Santa Catarina) promove nesta quinta, 25, o lançamento da parceria com a Universidade do Enem, quando passará a divulgar a oferta do curso on-line de preparação para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio, em parceria com CDLs e lojistas. Os cursos estão previstos para começarem em 18 de julho, com término programado para 21 de outubro.

Contra o Aedes

Levantamento dos terrenos baldios no município e cobrança dos proprietários para a limpeza dos terrenos particulares. São medidas que Biguaçu adotou para combater a proliferação do mosquito Aedes Aegypti. A prefeitura também está reforçando a limpeza das áreas institucionais, incluindo os cemitérios do município, realizando as atividades de capina e poda com maior frequência.

Divulgação Bolívar Alencastro/ND

Mostra paralela

Os organizadores da Mostra de Danças de Salão de Florianópolis criaram em 2004 uma ação paralela para incrementar o evento e fazê-lo chegar gratuitamente a uma plateia que não frequentava o teatro. A ideia foi abraçada pelo Beiramar Shopping, que se tornou o segundo palco de dançarinos. As apresentações no local ocorrerão dias 30 e 31 de março e os artistas interessados em participar devem se inscrever pelo email contato@acads.org.br. Na imagem, apresentação do Ateliê da Dança, de São José, na mostra paralela do Baila Floripa, no Beiramar Shopping.

Divulgação

Mais cultura

Ao longo desta semana educadores das 56 escolas de Santa Catarina que participam do Programa Nacional de Formação em Educação e Cultura, estão reunidos com representantes do Ministério da Educação e da Unesco, para promover maior união entre a cultura local e a educação repassada em sala de aula. Os encontros acontecem em São José e são supervisionados pela Secretaria de Estado da Educação.

Loading...