SP sairá de 32°C e sol no domingo para 21°C e chuva na segunda-feira

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – As temperaturas voltam a apresentar forte oscilação na capital paulista e na Grande São Paulo no início desta próxima semana. Segundo o Climatempo, o sábado e o domingo ainda serão de sol e altas temperaturas, com a máxima prevista de 32º C. A reviravolta ocorre na segunda-feira (3), com previsão de chuva, e os termômetros entre 13º C e 21º C.

Neste final de semana, no litoral norte paulista o tempo estará mais propício para quem quer aproveitar os dias de folga. Faz sol em toda a região litorânea, mas, no sul, haverá a presença de ventos e nebulosidade.

O final de semana também pode registrar ventos em São Paulo, onde o tempo continua seco. A Defesa Civil emitiu um alerta nesta sexta (31) sobre os níveis de umidade, que podem ficar abaixo dos 20%. 

Quando o ar atinge esse patamar é considerado estado de alerta pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Nesse caso, recomenda-se o uso de soro fisiológico para as narinas e lubrificante para os olhos a fim de minimizar os impactos negativos à saúde.

Nas cidades que fazem divisa com o estado de São Paulo a chuva pode chegar ainda no final de semana, assim como nos municípios do interior paulista, como Itapetininga e Sorocaba. O quadro negativo da umidade começa a melhorar na segunda e os níveis sobem ao longo da semana.

Na terça (4) o frio será mais intenso, e a temperatura vai oscilar entre 12ºC e 17ºC. O dia seguinte ainda será frio, com a máxima prevista em 19ºC, mas não deve chover.

De acordo com a meteorologista Josélia Pegorim, as mudanças bruscas da temperatura após o domingo ocorrerão devido a uma frente fria que avança em alto mar, associada a um grande ciclone tropical. O fenômeno mudará a circulação dos ventos gerando instabilidade, frio e elevação da umidade do ar.

Cuidados com a saúde De acordo com o arlegista e imunologista Eduardo Souza Lima, a oscilação constante e rápida do clima entre o calor e frio é prejudicial ao corpo humano. “Essa mudança mexe com o sistema imunológico. A situação é agravada porque no inverno há maior suspensão de vírus no ar e o aumento do contágio de doenças”, disse.

Souza Lima afirma que com o frio as pessoas tendem a ficar mais tempo em ambientes fechados e quentes, e podem sofrer impactos, como choques térmicos, quando vão a ambientes externos. Esse problema é frequente quando há variação da temperatura ao longo do dia. 

“As pessoas saem de casa preparados para o calor, mas voltam para casa enfrentando o frio. É melhor errar pelo excesso. É preciso se agasalhar bem para não ficar exposto ao frio, pois receber friagem nas vias aéreas superiores gera uma predisposição para o contágio por infecções respiratórias”, explicou.

O médico também alerta que para manter um bom nível de imunidade e combater doenças é preciso manter uma alimentação saudável, rica em verduras, frutas e legumes. Também é preciso se proteger bem a noite e dormir, pois esse descanso é uma forma de reposição do sistema imunológico.

A hidratação é outro fator fundamental, tanto no calor quanto no frio, para manter a saúde em dia. As práticas esportivas contribuem para o corpo e devem ser constantes, mesmo com as temperaturas baixas. O importante é utilizar uma roupa apropriada para se proteger em dias frios e evitar se exercitar entre o fim da manhã e início da tarde quando estiver muito quente e seco. 

 “Sair preparado pode ajudar a não ter problemas de saúde diante a oscilação do tempo. As mulheres devem usar um cachecol para proteger a região do pescoço e os homens podem usar uma camiseta extra por baixo para cuidar da região do tórax”, disse.

+

Notícias

Loading...