Substituição da rede deve resolver falta de água em loteamento do Morro da Cruz

Atualizado

Funcionários da Casan trabalharam para conter vazamentos nesta quarta-feira (12). Foto: Flávio Tin/ND – Flavio Tin/ND

Os moradores do loteamento Jardim Morumbi sofreram nos últimos dias com o corte no fornecimento de água devido a vazamentos na rede subterrânea instalada no Morro da Cruz. Porém, de acordo com a Casan, o problema deverá estar até o início do próximo verão com a substituição da atual rede por outra de maior diâmetro e resistência.

Os cortes no fornecimento de água foram registrados pelos moradores a partir da semana passada, quando a instabilidade do solo provocado pelas fortes chuvas romperam canos de PVC da atual rede. “Os vazamentos não são visíveis, então temos dificuldades para localizar”, informa o engenheiro da Casan, Joel Horstmann.

De acordo com a Casan, dois vazamentos foram detectados e solucionados no início da semana, mas ainda ontem os funcionários da empresa estavam trabalhando na região, em três locais diferentes.  Moradora do loteamento Jardim Morumbi há duas semanas, Catuce Cavalheiro acompanhou o trabalho de conserto da rede efetuado na última segunda-feira, na esquina da sua casa. Ela ficou espantada com a falta de conhecimento sobre a rede dos funcionários da Casan

“Havia outro morador acompanhando e ele conhecia mais a rede que os próprios trabalhadores que efetuavam o conserto”, conta. Sem água durante o final de semana, Catuce preferiu se deslocar até a casa da família na Guarda do Embaú para tomar banho. Na volta, comprou água mineral e utilizou água da chuva para limpeza da casa e para os banheiros, uma vez que não conseguiu pegar água do caminhão pipa.

De acordo com Horstmann, já está em fase final de elaboração o projeto para substituição da rede, com uma extensão de 3 mil metros. Composta de um novo material, a tubulação terá maior diâmetro, será mais resistente do que a atual e não romperá devido à instabilidade do solo. Para substituir a rede, a Casan prevê um investimento de R$ 1 milhão. O projeto deve estar finalizado em 15 dias para ser licitado durante os próximos três meses. “O trabalho deve durar de três a quatro meses, estando pronto antes do verão”, prevê Horstmann.

A falta de água no Loteamento Jardim Morumbi não é novidade para os moradores. O problema é relatado há 10 anos e, no último mês de janeiro, eles se reuniram para fazer um abaixo assinado e exigir uma resposta da Casan, empresa concessionária do serviço de fornecimento de água em Florianópolis. Na ocasião, eles relataram inúmeros registros de reclamações, mas não obtinham uma resposta concreta da empresa concessionária.

Infraestrutura