Suspeito de matar esposa e fingir latrocínio em Lages é preso

Um homem foi preso em flagrante pela Polícia Civil suspeito de matar a esposa, na madrugada de terça-feira (19), na localidade de Restinga Seca, interior de Lages. A vítima tinha 52 anos, era natural de São José do Cerrito, no Planalto Serrano. As informações são da Polícia Civil.

Após o crime, o homem contou que jogou as roupas sujas de sangue em cima de uma caixa da água e o pedaço de madeira no mato – Foto: PMSC/Divulgação

Segundo a investigação, a vítima foi morta com golpes de pedaço de madeira desferido pelo companheiro. A investigação aponta que ele tentou simular um latrocínio (roubo seguido de morte), mas entrou em contradição em seu depoimento e confessou a morte.

Leia também

Suspeito simulou latrocínio, aponta investigação

Segundo o delegado Márcio Schutz, da DIC, o crime teria ocorrido durante a madrugada. O homem relatou que pegou um pedaço de madeira e praticou a primeira agressão enquanto a vítima dormia.

A investigação apontou que ele tentou simular um latrocínio, com o intuito de prejudicar as investigações. Ele retirou uma TV da sala e escondeu o aparelho em um galpão. Mas foi desmascarado por um familiar, que presenciou as agressões e relatou aos familiares que, por sua vez, repassaram a informação à polícia.

Após o crime, o homem contou que jogou as roupas sujas de sangue em cima de uma caixa da água e o pedaço de madeira no mato. Ele foi autuado em flagrante por feminicidio e transferido para o Presídio Regional de Lages. A investigação foi coordenada pelo delegado Márcio Schutz, com o apoio dos agentes da DIC de Lages e das 2ª e 3ª Delegacias de Polícia.

Mais conteúdo sobre

Polícia