Suspeito de matar homem em bar de Barra Velha alega legítima defesa

Atualizado

O suspeito de matar um homem durante uma briga de bar na noite de sexta-feira (6), em Barra Velha, no Litoral Norte do Estado, se apresentou e foi ouvido pela Polícia Civil nesta segunda-feira (9).

De acordo com o delegado Eduardo Ferraz, o suspeito prestou depoimento e alegou legítima defesa na morte de Gilmar Adilia Moraes, de 38 anos, que foi esfaqueado no bairro São Cristóvão. “O suspeito relata que a vítima teria partido pra cima dele com um pedaço de madeira e ele teria reagido com a faca”, explica.

Além do suspeito, outras testemunhas foram ouvidas. De acordo com os relatos, houve uma discussão no bar durante um jogo de sinuca. Ainda segundo as pessoas ouvidas pela polícia já existia um problema de relacionamento entre o suspeito e a vítima, que possuem parentesco.

O delegado informou que o pedaço de madeira que, segundo o suspeito, teria sido utilizado pela vítima para agredi-lo não foi encontrado pelos policiais que atenderam a ocorrência. A perícia deverá confirmar se ela estava ou não no local do crime.

O inquérito deve ser finalizado nos próximos dias. O delegado ainda deve ouvir algumas testemunhas para avaliar a necessidade do pedido de prisão do suspeito.

Leia também:

Polícia