Suspeitos de cometer estupro coletivo são presos na Grande Florianópolis

Atualizado

Três homens suspeitos de cometer estupro coletivo contra uma jovem de 19 anos foram presos na manhã desta quinta-feira (27) em Palhoça, na Grande Florianópolis. Conforme a Polícia Civil, eles tiveram a prisão preventiva decretada.

A DPCAMI (Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, Mulher e Idoso) de Palhoça instaurou há seis meses inquérito para apurar o crime que ocorreu no município.

Na época, a vítima contou que estava caminhando pela rua, quando foi abordada por um veículo. Os ocupantes do carro ofereceram carona até a casa dela, mas a levaram para um motel e praticaram a violência sexual. Depois, eles abandonaram a jovem às margens da BR-282, em Palhoça.

A vítima não conseguiu identificar o nome do motel, mas durante as investigações, a Polícia Civil averiguou câmeras de segurança de vários estabelecimentos.

Em um deles, foi possível constatar a entrada de um carro no horário aproximado ao indicado pela jovem. O automóvel também apresentava as mesmas características repassadas por ela.

Além disso, por meio de câmeras da BR-282 foi possível apurar o trajeto do veículo utilizado no crime. Os policiais, então, identificaram todos os ocupantes que estavam no carro, que foram reconhecidos pela vítima.

Ainda segundo a Polícia Civil, no interrogatório os suspeitos permaneceram em silêncio. A corporação também informou que, apesar das prisões, as investigações ainda estão em andamento e a conclusão do inquérito será encaminhada ao Judiciário nos próximos dias.

As prisões desta quinta-feira foram realizadas pela DPCAMI, DIC (Divisão de Investigação Criminal) e DPCo (Delegacia da Comarca) de Palhoça, em conjunto com a DP de Santo Amaro da Imperatriz.

Mais conteúdo sobre

Polícia