Conteúdo por Gazeta Esportiva

Técnico da Colômbia defende Brasil após críticas do treinador da Venezuela

Atualizado

Rafael Rudamel, técnico da Venezuela, disparou críticas contra a estrutura brasileira para a Copa América que está em disputa. Em entrevista coletiva após arrancar um empate diante da Seleção de Tite, o comandante venezuelano cuidou para não ser desrespeitoso, mas não abriu mão de sua opinião sincera.

“Quando vamos para uma Copa no Brasil, imaginamos o melhor cenário possível, mas fomos surpreendidos. A estrutura logística e de hotéis não está à altura de uma Copa América, muito menos no Brasil. É uma crítica construtiva”, disse.

A declaração repercutiu na entrevista coletiva de Carlos Queiroz na noite desta quarta-feira, no estádio do Morumbi, logo depois da classificação colombiana às quartas de final do torneio.

“Prefiro não fazer comentários sobre esse assunto”, iniciou o português, na tentativa sem sucesso de ficar alheio ao tema. “O Brasil é a pátria do futebol, tem grandes estádios, grandes centros de treinamentos, grandes jogadores pelo mundo. Quando estamos no Brasil esperamos sempre o melhor. Se não se tem, não pe porque o Brasil não está fazendo as coisas, mas há algum responsável (que não está fazendo)”, afirmou, em tom que joga a responsabilidade para a Conmebol.

A reclamação de Rafael Rudamel pode ter relação com a programação para sua seleção nessa primeira fase, afinal, a Venezuela estreou na Arena Grêmio, em Porto Alegre, depois encarou o Brasil em Salvador, na Fonte Nova, e sábado jogará com a Bolívia no Mineirão, em Belo Horizonte. Tudo isso num período de oito dias.

Copa América