Temer deve estrear faixa presidencial durante o desfile da Independência, em Brasília

Evento custará R$ 1,1 milhão aos cofres públicos e segurança deve ser reforçada no perímetro da Esplanada dos Ministérios e da Praça dos Três Poderes

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – Recém-empossado no cargo, o presidente Michel Temer deverá estrear a faixa presidencial no próximo dia 7 no desfile em comemoração à Independência do Brasil, já que ao tomar posse, na semana passada, no Senado, não recebeu o objeto de sua antecessora, Dilma Rousseff.

Pela primeira vez no evento, o presidente ainda não decidiu se irá desfilar em carro aberto ou fechado. A decisão deverá ser tomada momentos antes do desfile.

O evento custará aos cofres públicos R$ 1,1 milhão, valor semelhante ao que foi desembolsado no ano passado. A estrutura comportará até 20 mil pessoas nas arquibancadas, que terão telões para que as pessoas possam ver os detalhes das apresentações. Haverá também banheiros químicos espalhados ao longo do trajeto do desfile que acontece na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Próximo a estes locais, dez postos de saúde serão distribuídos pelo gramado e atrás do desfile.

De acordo com o Palácio do Planalto, a expectativa é de que até 35 mil pessoas assistirão às apresentações, que contarão com a famosa e já tradicional pirâmide humana realizada em cima de uma motocicleta e os voos da Esquadrilha da Fumaça. Quem não conseguir lugar nas arquibancadas, poderá ficar de pé em áreas próximas ao desfile.

Serão 3,3 mil militares da Marinha, Exército e Aeronáutica, Polícia Militar do Distrito Federal, Corpo de Bombeiros e Polícia Federal no desfile a pé, motorizado e aéreo. Além deles, haverá também 1.200 alunos de escolas públicas de Brasília.

MANIFESTAÇÕES

O governo está monitorando a articulação de grupos que organizam manifestações contra o governo Temer neste dia. A preocupação principal é que haja confrontos entre manifestantes e a polícia, principalmente, durante o desfile quando várias autoridades deverão estar presentes acompanhando o peemedebista.

Para evitar que isso aconteça, a Polícia Militar do DF mobilizará um efetivo de 1,5 mil policiais militares. O perímetro da Esplanada dos Ministérios e da Praça dos Três Poderes estará sob responsabilidade do Exército.

Quem for assistir ao desfile terá que passar por uma revista pessoal. Não será permitido levar objetos de vidro ou que sejam cortantes, fogos de artifício, hastes para bandeiras e máscaras. Ninguém poderá assistir ao desfile em cima de árvores ou grades de proteção.

+

Notícias