Temer diz que pré-candidatos devem refletir sobre os temas antes de propor ‘barbaridades’

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O presidente Michel Temer disse nesta segunda-feira (30) que os pré-candidatos à Presidência devem refletir mais sobre os temas do país antes de propor “barbaridades” na campanha.

Ele deu a declaração durante encontro com empresários, em São Paulo, ao falar a respeito de propostas na campanha sobre a revisão de bandeiras de seu governo, como o teto de gastos públicos e a reforma trabalhista.

No evento, Temer disse, sem citar nomes, que leu um artigo de um pré-candidato com essas sugestões e ficou tentado a responder. Ciro Gomes (PDT) e o ex-presidente Lula (PT) estão entre os que defendem a revogação de medidas do governo emedebista.

Ele defendeu diálogo com a sociedade e com o Congresso e afirmou: “Isso eu digo para que os nossos pré-candidatos ouçam e se conscientizem disso para não dizerem, muitas vezes, barbaridades.”

Ele também defendeu medidas de seu governo na economia e disse ter concepção “radicalmente oposta” à gestão anterior, de Dilma Rousseff. Ele fez referência à petista também ao falar que governantes que tentaram governar sem o Congresso “não foram adiante”.

“O meu maior desejo nesse momento é que não venham a cortar aquilo que já foi começado, ainda insuficiente. Nós precisamos continuar”, afirmou.

Temer criticou ainda o que chamou de radicalismo na política e disse que é preciso buscar mais consenso. “Há um radicalismo tão grande. Eu muito recentemente escrevi um artigo, que vou mandar publicar, fazendo uma recomendação aos candidatos à Presidência: o que nós mais precisamos é concórdia”.

Mais conteúdo sobre

Jornalismo