Terminou nesta terça-feira a greve mais curta da história dos servidores de Joinville

Prefeitura só conseguiu porque dobrou sua proposta de reajuste salarial

Para tentar acabar com a greve de seus servidores, a Prefeitura de Joinville dobrou sua proposta de reajuste salarial e a categoria aceitou. A greve mais curta da história do sindicato, que foi fundado na década de 80, terminou na manhã desta terça-feira, um dia depois de seu início. As negociações começaram com a prefeitura oferecendo 2% em duas parcelas nos meses de setembro e outubro. O sindicato exigia a inflação (3,99%) mais 5% de recuperação salarial. No final da tarde de segunda-feira, a proposta de 2% foi aumentada para 4%, igualmente parcelada em 1% em quatro meses.

A categoria estava sendo muito criticada em entrevistas na TV e no Rádio e principalmente nas redes sociais. A RIC TV Record de Joinville apresentou no Jornal do Meio Dia desta terça-feira três depoimentos de chefes de família que deixaram o emprego para ficar em casa com os filhos, já que a Creche Municipal (CEI) e a escola estavam fechadas pela greve.

Em ótimas mãos

A 5ª Vara Civil da Comarca de Joinville é a responsável pelo processo de falência e pelo leilão da Busscar. Depois de três ou quatro juízes, um deles juiz-substituto, assumiu como titular uma juíza joinvilense que conheceu muito bem a realidade local.

Samuel Schubert

Karen Francis Schubert Raimer é filha de Samuel Schubert, empresário de Joinville que foi o primeiro catarinense da presidir a poderosa Federação Nacional dos Dirigentes Lojistas. Ele faleceu em 1993, aos 45 anos. Dra. Karem, como é chamada, estava antes da vara criminal, onde presidia as sessões do júri. Ela já antecipou a sua preocupação com uma maior agilidade nos pagamentos dos credores trabalhistas da Busscar.

Na primeira instância

O processo do ex-vereador Maycon César (primeiro suplente) contra o vereador eleito Natanael Jordão, ambos do PSDB, continua tramitando na Justiça Eleitoral de Joinville. Consultado, no site do TRE-SC (Tribunal Regional Eleitoral) não há recurso.

Majoritária

O vereador Ninfo König (PSB) vem recebendo convites do diretório regional de seu partido para concorrer na eleição majoritária do próximo ano. O empresário está gostando da idéia. Pode ser um nome para vice-governador ou suplente de senador, ainda mais ser for de Raimundo Colombo (PSB) ou Paulinho Bornhausen, dois nomes que, se eleitos, poderiam integrar um ministério do próximo governo do PSDB/PMDB, caso vençam a eleição, é claro. Outras lideranças do PSB de Joinville já definiram seus alvos para 2018: o deputado Patrício Destro à reeleição e o vereador Rodrigo Coelho à Câmara Federal.

Loading...