Terremotos provocam alerta de tsunami em todo o oceano Índico

Aeroportos são fechados e um total de 28 países permanece atento à formação de ondas

R7/ND

Indonésia já sofreu dois terremotos, mas terra tremeu na Tailândia e Índia

Dois fortes terremotos, de magnitudes 8,6 e 8,2, atingiram a costa de Sumatra, na Indonésia, nesta quarta-feira (11), no intervalo de cerca de duas horas, gerando um tsunami que se dirige para a costa da província indonésia de Sumatra. O Centro de Alertas de Tsunami do Pacífico, dos EUA, gerou um alerta de tsunami valendo para a região do Oceano Índico, que engloba 28 países.

Autoridades da Indonésia relataram um aumento do nível do mar de 0,8 metro na região costeira de Aceh, onde moradores, em pânico, já deixam as áreas mais baixas. Eles também registraram ondas de cerca de um metro de altura.

O segundo terremoto, de magnitude 8,2, ocorreu cerca de duas horas depois de um primeiro tremor de 8,6 ter atingido a mesma região. O tremor secundário foi localizado a 16 quilômetros de profundidade, considerado raso, segundo o Serviço Geológico dos EUA, que monitora tremores, e às 16h43 locais (7h43 de Brasília).

Após o segundo tremor, as autoridades indonésias emitiram um alerta de tsunami (possibilidade de formação de ondas gigantes com potencial destrutivo quando chegam ao litoral) que vale por pelo menos duas horas.

Tailândia fecha aeroportos

O Centro Nacional de Prevenção de Desastres da Tailândia emitiu um alerta de tsunami em seis províncias do sul, ao longo da costa de Anadaman, após um forte terremoto atingir a costa da Indonésia nesta quarta-feira.

A população em Phuket, Krabi, Ranong, Phangnga, Trang e Satun foi avisada para se dirigir a locais elevados devido a possibilidade de tsunami, disse uma autoridade do Centro Nacional de Prevenção de Desastres da Tailândia à Reuters por telefone. O aeroporto de Phuket foi fechado pelas autoridades após o alerta de tsunami.

Índia estende o alerta

A Índia estendeu nesta terça-feira seu alerta de tsunami a vários estados costeiros situados no Oceano Índico, depois de ter emitido um alerta para as ilhas de Andaman e Nicobar e de ter situado em alta vigilância as regiões de Tamil Nadu (sul) e Andhra Pradesh (sudeste).

A medida inclui agora os estados de Odisha e de Bengala Ocidental, no Leste do país, e os de Kerala e Goa, na região sul. Um terremoto de magnitude 8,7 ocorreu nesta quarta-feira a 33 km de profundidade e 430 km a sudoeste de Banda Aceh, a capital da província indonésia de Aceh, segundo o Instituto de Geofísica dos Estados Unidos (USGS).  O terremoto foi sentido muito longe, no interior de outros países, como Índia e Tailândia. Alguns edifícios tremeram em Bancoc.

O Centro americano de Vigilância de Tsunamis no Pacífico decretou estado de alerta para todo o Oceano Índico.

O primeiro tremor gerou um tsunami de 17 centímetros no Oceano Índico, segundo as autoridades dos EUA. Victor Sardina, geofísico da agência americana baseada no Havaí, disse que não há previsão para a chegada da onda na costa. “Não parece um tsunami grande”, disse. “Mas nós ainda não estamos monitorando, pois os tsunamis vêm em ondas.”

Acesse e receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Notícias