Tia de menina resgatada de cativeiro fala sobre angústia da família

Atualizado

Deixar o que aconteceu para trás e dar atenção à sobrinha é o que deseja a tia da menina de 13 anos resgatada do cativeiro neste domingo (13), na Grande Florianópolis. A menina, que desapareceu na noite de 31 de julho com uma mochila e seu animal de estimação, foi encontrada em uma barraca numa região de mata, entre Palhoça e Paulo Lopes.

Menina de 13 anos foi mantida em cárcere no meio da mata – Foto: Polícia Militar/Divulgação/ND

O ex-vizinho, Plácido Cardozo, de 51 anos, é o principal suspeito do crime e até esta terça-feira (15), seguia foragido. A tia da menina contou com exclusividade à RICTV a angústia da família durante os mais de dois meses em que a menina esteve desaparecida.

“A gente ia à procura, mas nunca tivemos nenhuma pista de onde eles estavam. Até o dia em que ela mandou uma mensagem dizendo que estava bem, mas, na verdade, era ele que estava forçando ela a falar aquelas palavras”, disse a tia.

Leia também:

A menina foi resgatada bastante assustada, mas passa bem. Ela se encontra em um dos abrigos de Palhoça. A tia aguarda a decisão da Justiça com relação à guarda da adolescente.

“Agora é esquecer o passado e dar a ela todo o amor e carinho. Dar mais ainda, porque nós já gostávamos dela. Vamos tentar fazer com que ela esqueça esses problemas”, contou a tia.

Relembre o caso

No último dia em que foi vista, em 31 de julho, a menina se encontrava na casa da mãe. Segundo a família, ela saiu da residência com o animal de estimação e, desde então, não foi mais vista.

Durante 70 dias, a polícia levantou informações e buscou possíveis cativeiros. O homem se escondia no meio da mata com a garota e mudava de local para despistar a polícia. No último domingo (13), a menina foi encontrada em uma região de matagal. Foi necessária uma hora de caminhada para chegar ao local.

Ao ouvir a movimentação dos policiais, o suspeito tentou fugir com a garota. Foi dada voz de prisão e os agentes chegaram a atirar contra o suspeito para que ele parasse. No entanto, o homem conseguiu fugir mata adentro. No cativeiro, os policiais encontraram uma barraca improvisada com lonas e ainda objetos pessoais dos dois. Além disso, foram apreendidas uma arma e munições.

A polícia continua as buscas pelo suspeito. Ele responderá pelos crimes de cárcere privado qualificado, estupro de vulnerável, posse ilegal de arma e injúria.

Veja fotos do cativeiro na mata:

Tia de menina resgatada de cativeiro fala sobre angústia da família

Região de mata onde se encontrava a menina e o suspeito fica entre Palhoça e Paulo Lopes - Polícia Militar/Divulgação/ND

Região de mata onde se encontrava a menina e o suspeito fica entre Palhoça e Paulo Lopes - Polícia Militar/Divulgação/ND

No cativeiro, foram encontrados objetos pessoais da menina e do suspeito - Polícia Militar/Divulgação/ND

No cativeiro, foram encontrados objetos pessoais da menina e do suspeito - Polícia Militar/Divulgação/ND

Menina estava desaparecida desde o dia 31 de julho - Polícia Militar/Divulgação/ND

Menina estava desaparecida desde o dia 31 de julho - Polícia Militar/Divulgação/ND

Ao ser encontrado, suspeito tentou fugir com a adolescente - Polícia Militar/Divulgação/ND

Ao ser encontrado, suspeito tentou fugir com a adolescente - Polícia Militar/Divulgação/ND

Menina de 13 anos foi encaminhada a um abrigo em Palhoça - Polícia Militar/Divulgação/ND

Menina de 13 anos foi encaminhada a um abrigo em Palhoça - Polícia Militar/Divulgação/ND

Suspeito segue foragido - Polícia Militar/Divulgação/ND

Suspeito segue foragido - Polícia Militar/Divulgação/ND

Ex-vizinho é o principal suspeito do crime - Polícia Militar/Divulgação/ND

Ex-vizinho é o principal suspeito do crime - Polícia Militar/Divulgação/ND

Polícia