TRE-SC convida eleitores catarinenses a realizar o cadastro biométrico para evitar filas

Atualizado

Atendimento é rápido e dura em média 15 minutos. Foto Anderson Coelho/ND 

Com objetivo de evitar filas no próximo ano, quando haverá eleições municipais, e com a meta de atingir 85% do eleitorado catarinense até o final do ano, o TRE-SC (Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina) convida o eleitor a comparecer a um cartório eleitoral para fazer o cadastramento biométrico. O processo é rápido e pode ser realizado em 15 minutos mediante agendamento prévio pelo site da instituição.

A meta nacional é cadastrar 100% do eleitorado até 2022. Em Santa Catarina, atualmente, 68,06% dos 5.067.320 eleitores já estão cadastrados de forma biométrica, ou seja, 3.448.627 eleitores.  Se atingir a meta de 85% ao final do ano, o TRE-SC terá cadastrado cerca de 1 milhão de eleitores. Os demais eleitores (15%) serão cadastrados no próximo ciclo, previsto para os anos de 2020 e 2021.

Atualmente, o TRE-SC trabalha em duas frentes para atingir a meta de 85%. A primeira está voltada para 123 municípios, onde o comparecimento dos eleitores é obrigatório, uma vez que se propõe uma revisão do cadastro eleitoral das cidades. “São municípios que tem mais de 80% de eleitores em relação ao número de habitantes”, explica a secretária da Corregedoria do TRE-SC, Renata Fávere.

A segunda frente atua com o chamado cadastramento biométrico ordinário em 110 municípios. De acordo com a secretária da Corregedoria, o procedimento é essencial para garantir a segurança do processo eleitoral. “Com a biometria não tem como um eleitor se passar por outro”, explica Favere.

A campanha promovida pelo TRE-SC é uma oportunidade para aquele eleitor que já reside em Santa Catarina há alguns anos e não realizou a transferência do título, sendo obrigado a justificar o voto nas últimas eleições. “Além de fazer o cadastro biométrico, o eleitor pode atualizar o local de votação”, relata Fávere.

Daniel Sell faz um apelo para os eleitores comparecerem aos cartórios. Foto: Anderson Coelho/ND – 

Com uma estrutura para atendimento de 12 mil eleitores por dia, o TRE-SC atende apenas cerca de 4 mil eleitores atualmente. O principal benefício da campanha é fazer com que o eleitor não seja pressionado pelos prazos da Justiça Eleitoral e possa regularizar a situação eleitoral com tranquilidade. “A gente quer atingir essa meta até o final do ano para liberar o eleitor de ser obrigado a comparecer a um cartório na véspera das próximas eleições”, destaca o diretor geral do TRE-SC, Daniel Sell.

Agendamento pode ser feito pela Internet

Agendar previamente o atendimento é a melhor forma de garantir a realização do cadastramento biométrico em sua cidade. Foi assim que a estudante Karine Lucia Nascimento, 19 anos, confeccionou o seu primeiro título eleitoral, já com o cadastramento biometria.

Em 15 minutos, a estudante saiu do cartório eleitoral com o documento na mão. “Foi rápido. Fiz aniversário no último dia 30 de maio e ainda não votei”, relatou a estudante. A securitária Maria Fernandes se encaixa naquele grupo de eleitores que justificou o voto nos últimos processos eleitorais, por residir longe do domicílio eleitoral. “Fui fazer o passaporte e descobri que havia inconsistência no meu registro eleitoral. Então, vim resolver e aproveitei para transferir o título e fazer a biometria. Saí do escritório e resolvemos tudo aqui em 10 minutos”, contou a securitária.

Além do agendamento prévio pela internet, o eleitor também pode comparecer diretamente em um cartório munido de carteira de identidade e um comprovante de residência atualizado (últimos três meses), além do título de eleitor anterior.  O eleitor que não realizar o cadastramento biométrico obrigatório pode ter o título cancelado. Já os eleitores que antecipam seu comparecimento não serão obrigados a comparecerem novamente quando o cadastramento obrigatório for definido para o seu município.

SAIBA MAIS

O cadastramento biométrico de eleitores em Santa Catarina iniciou-se em março de 2008 com os eleitores de São João Batista, município sede da 53ª Zona Eleitoral.

Durante o primeiro semestre de 2017 ocorreu a completa migração do formato de atendimento na Justiça Eleitoral de SC.

Todos os eleitores passaram a cadastrar os seguintes dados biométricos quando da realização do alistamento eleitoral, transferência de município ou atualização de dados: assinatura, fotografia e impressões digitais.

Cadastramento biométrico obrigatório:

Os eleitores são convocados para uma Revisão de Eleitorado, momento em que são obrigados a comprovar endereço, revisar seus dados biográficos e coletar os dados biométricos (assinatura, fotografia e digitais). O eleitor que não comparecer no prazo terá seu título eleitoral cancelado. O atendimento deve ser agendado.

Cadastramento biométrico não obrigatório:

Os eleitores vão cadastrando seus dados biométricos na medida em que necessitem de alguma operação em seu cadastro (primeiro título, atualização de dados, transferência de município). Mesmo nos municípios onde ainda não é obrigatório o comparecimento, recomenda-se a quem ainda não cadastrou seus dados biométricos que o faça, agendando seu atendimento e atualizando os dados perante a Justiça Eleitoral.

Agendamento

O cadastramento de dados biométricos deve ser agendado, o que pode ser feito pelo site do TRE-SC. O comprovante do agendamento traz as orientações sobre documentos a serem apresentados no momento do atendimento.

Total Eleitores SC: 5.067.320

Total Eleitores com biometria: 3.448.627

Biometria SC: 68,06%

Fonte: TRE-SC

Mais conteúdo sobre

Política