Três empresas têm interesse em operar a Zona Azul de Florianópolis

Atualizado

Os envelopes com a documentação das três empresas interessadas em gerenciar o estacionamento rotativo público de Florianópolis foram abertos na tarde de ontem, na Secretaria Municipal de Administração, na Capital.

Comissão irá analisar se as concorrentes estão habilitadas a participar da licitação – Foto: Anderson Coelho/ND

Nesta primeira fase, chamada de habilitação, os representantes das licitantes realizaram a conferência mútua dos documentos. Agora, a comissão responsável pelo processo irá analisar se as concorrentes estão habilitadas a participar da licitação.

Segundo o Município, ainda não há uma previsão para a publicação dos resultados no Diário Oficial da cidade. Após a divulgação, as empresas terão um prazo de cinco dias para entrar com recursos.

Leia também:

Serão analisadas as licitantes Transitabile Controle de Vagas Automotivas Ltda, de Belo Horizonte (MG); Serbet Sistema de Estacionamento Veicular do Brasil Ltda, de Araquari (SC); e Rek Parking Empreendimentos e Participações Ltda, de Caxias do Sul (RS). Todas as empresas já atuam com sistemas de estacionamento rotativo em outras cidades brasileiras.

A Transitabile opera a Zona Azul Digital de Bragança Paulista (SP). Já a Serbet administra sistemas de estacionamento digital em São Paulo, Santa Catarina, Pernambuco, Bahia, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Ceará e Minas Gerais. A Rek Parking está presente em seu estado de origem e no Rio de Janeiro.

Após a Comissão de Licitação validar as empresas participantes, inicia a etapa de abertura das propostas de preços. Os procedimentos seguintes são os de homologação da empresa vencedora e prova de conceito, para que uma comissão avalie os requisitos funcionais do sistema proposto pela empresa para gerenciar o estacionamento público rotativo de Florianópolis.

A vencedora do processo licitatório será responsável pela prestação de serviços de informatização do sistema de estacionamento rotativo público na Capital e emissão informatizada dos autos de infração. A empresa também terá que disponibilizar um sistema — acessível via internet e web services — de gestão do estacionamento rotativo e emissão de autos de infração, além de todos os equipamentos e mão de obra necessários para a prestação e manutenção desses serviços.

Mais praticidade para os cidadãos

No novo sistema, o usuário poderá adquirir créditos por meio de diversas plataformas de pagamento — parquímetros, pontos de vendas fixos, aplicativo para celular, website, smartcards e, de maneira secundária, por meio de orientadores. Todas as plataformas, além de receber pagamentos, serão meios integrados de aquisição, transferência e recepção de dados.

O edital da prefeitura prevê também a instalação de sensores de presença veicular, que irão auxiliar no processo de fiscalização e de identificação em tempo real do estacionamento dos veículos. O registro exato do horário de estacionamento vai proporcionar ao usuário e à fiscalização, o efetivo controle do ato de estacionar.

Mais conteúdo sobre

Geral